Travessia tem personagem assexual: Veja três vezes que o tema foi retratado nas novelas

Guilherme Cabral interpretará Rudá em Travessia
Guilherme Cabral interpreta Rudá em Travessia (Foto: Reprodução)

Basta fazer uma pesquisa rápida nos buscadores da internet para perceber um dilema muito comum das gerações atuais: tratar várias questões como se fossem novas. A assexualidade de Travessia, retratada através do personagem Rudá, tem sido um claro exemplo desta necessidade de ineditismo.

Veja também – Saiba qual novela clássica e bastante conhecida da Globo está rendendo briga na Justiça

É fato que o tema é pouco discutido, porém a assexualidade não é novidade para a teledramaturgia. Em outras ocasiões, a Globo chegou a trazer personagens com esta característica.

A assexualidade representa a letra A da sigla LGBTQIAP+ e significam pessoas que não são orientados como héteros, homos ou bissexuais, porque não praticam sexo. Entretanto, vivem suas afetividades em relacionamentos normalmente como qualquer pessoa de qualquer orientação.

Veja as vezes que a Globo trouxe o tema para as suas novelas, seja direta ou indiretamente:

Paraíso Tropical

No ano de 2007, Paraíso Tropical trouxe o casal Rodrigo (Carlos Casagrande) e Tiago (Sérgio Abreu). Em nenhum momento foi explicitado que se tratava de um casal de assexuais, porém os dois viviam um romance sem qualquer toque, beijo, carícia ou algo neste sentido.

Veja também – Das telinhas para os palcos: Veja cinco novelas que fizeram sucesso na TV e também nos teatros

Tiago e Rodrigo em cena de Paraíso Tropical (Foto: Divulgação)

Malhação ID

Em Malhação ID (2009), o personagem Alê (William Barbier) era gay e estava no processo de auto-aceitação, porém não sentia nenhuma atração sexual. No início da novela, ele chega a engatar um namoro com Maria Cláudia (Isabella Dionísio), mas o romance não vai para frente.

Veja também – Confira cinco novelas que tiveram capítulos jogados no lixo e precisaram ser regravadas

William Barbier era Alê, assexual de Malhação ID (Foto: Divulgação)

Malhação – Viva a Diferença

Outra vez que Malhação abordou a assexualidade foi em 2018, na temporada Viva a Diferença. Guto (Bruno Gadiol) e Benê (Daphne Bozaski) formaram um casal de assexuais. No caso de Benê, ela era assumidamente assexual. Não era o mesmo caso de Guto, porém o contexto dava a entender isto.

Veja também – Confira cinco novelas globais que são remakes e você provavelmente não sabia

Benê e Guto em Malhação: Viva a Diferença (Foto: Divulgação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.