Saiba qual novela dos anos 80 chocou tanto que jamais seria exibida hoje em dia

José Wilker e Lucélia Santos protagonizavam Carmem (Foto: Divulgação)

Que os anos 80 foi um ano de auge para a teledramaturgia brasileira e sucessos inesquecíveis, isto é um fato. Mas, que teve novelas as quais nunca, sob qualquer hipótese, chegariam a serem exibidas hoje em dia, é algo bastante emblemático.

Veja também – Conheça a história do ator de Alma Gêmea que deixou a carreira e está isolado numa ilha

Principalmente a Record, jamais exibiria esta novela. De autoria de Gloria Perez, ela embarcou em um projeto num cenário semelhante ao atual. Era uma época onde a Globo contratava por obra.

Assim, abriu-se brecha para Perez ser contratada pela concorrência. No auge da Manchete, a autora esteve por lá e lançou um título considerado um dos mais polêmicos da história.

Cena da possessão da protagonista de Carmem (Foto: Divulgação)

Intitulada de Carmem, a novela de 1987 era toda voltada ao candomblé, religião de matriz africana a qual é bombardeada pelo preconceito. Começa com um pacto feito entre a protagonista homônima ao título da trama (interpretada por Lucélia Santos) e o espírito Pombagira.

Veja também – Longe das novelas há mais de 15 anos, Lucélia Santos sofre preconceito por ser esquerdista: “Sou perseguida”

A cena do pacto teve exibição em pleno horário nobre e, na história, uma das condições eram que a personagem de Lucélia não se apaixonasse. Sem cumprir este objetivo, ela perde tudo e vai ao completo fundo do poço.

Logo da novela Carmem (Foto: Divulgação)

Além disto, o enredo de Carmem contou com uma abordagem ao HIV e a homossexualidade. Também, teve muitas cenas de nudez em um período onde o conservadorismo era endossado pela ditadura militar e a censura.

Veja também – Conheça quais novelas de sucesso da Manchete a concorrência comprou, mas nunca exibiu

Reprisada uma única vez pela extinta Manchete, não se sabe atualmente qual o paradeiro das fitas de Carmem. Mas, certamente, esta novela seria um tabu para os tempos atuais diante de tanto preconceito existente na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.