Chiara descobre que Brisa está viva, cai em desgraça e simula doença que a coloca em risco mortal

(Foto: Montagem/Reprodução)

Em Travessia, o triângulo amoroso entre Ari (Chay Suede), Brisa (Lucy Alves) e Chiara (Jade Picon) promete ser formado após uma grande confusão em torno do paradeiro da maranhense.

Acontece que em uma viagem ao Rio de Janeiro, Ari acabou se encantando por Chiara, enquanto a sua mulher, Brisa, acaba sendo vítima de uma fake news, acusada de ser uma sequestradora de crianças, e ao fugir de uma multidão enfurecida, ela se esconde no porta-malas do carro de Oto (Romulo Estrela). O hacker acaba se sensibilizando com a situação da moça e decide levá-la junto com ele para o Rio. Chegando lá, Brisa vai parar atrás das grades após uma grande confusão.

Sem querer que o filho mantenha a relação com Brisa e engate um romance de vez com Chiara, pelo poder financeiro da garota, Núbia (Drica Moraes) mente sobre o paradeiro de Brisa, fazendo com que Ari desista de encontrá-la e avance na sua relação com a patricinha carioca, indo morar com ela no Rio.

Depois de um tempo, com a ajuda do próprio Oto, Brisa acabará deixando a prisão e vai descobrir que o marido está vivendo no Rio. Sem saber que ele acabou engatando um relacionamento com Chiara, a maranhense o procura e os dois acabam se envolvendo novamente.

Chiara descobre que Brisa está viva

Ari fará de tudo para esconder o seu passado de Chiara, mas a patricinha vai descobrir que o rapaz já tem um filho e que Brisa ainda está viva. Essa descoberta, juntamente com a revelação que ela terá posteriormente de que não é filha biológica de Guerra (Humberto Martins), fará a protagonista sofrer muito, chegando a desenvolver uma síndrome rara chamada Munchaüsen, que a colocará em risco.

Veja também – Saiba o que Guerra fará com o filho de Brisa após o menino ficar abandonado no Maranhão: “Deixou pra trás”

Essa síndrome, também conhecida como transtorno factício, é um transtorno psicológico no qual o paciente acredita estar doente ou até mesmo força o surgimento de enfermidades, inventando doenças e buscando tratamento de forma compulsiva em hospitais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.