Saiba qual novela da Globo foi um fiasco aqui no Brasil, mas teve um sucesso estrondoso no exterior

Eva Wilma, Raul-Cortez e Reynaldo Gianecchini estrelaram a novela (Foto: Divulgação)

Sabe quando algo sai dos planos e acaba tendo um resultado totalmente diferente do que tinha sido pensado? Foi o caso da Globo com essa novela das seis, que teve formas diferentes de aceitação por parte do público a qual ela foi apresentada.

Veja também – Eternizada pelo Sítio do Picapau Amarelo, atriz que fez a Dona Benta morreu de forma comovente

No Brasil, havia a tranquilidade de entregar uma faixa nobre para um autor que costumava emplacar só sucessos. Por parte dos executivos da Globo, havia a necessidade de lucrar com o investimento milionário feito em uma obra que não teve o resultado esperado.

Sem ao menos ter sido atingida a meta de 45 pontos definida inicialmente, todas as expectativas foram depositadas para que esta novela repetisse o sucesso da história-irmã. Estamos falando de Esperança, que teve autoria de Benedito Ruy Barbosa.

Benedito Ruy Barbosa escreveu Esperança (Foto: Divulgação)

O autor de fenômenos como O Rei do Gado (1998) se viu numa verdadeira saia-justa desde o primeiro dia em que decidiu topar a ideia de criar mais uma novela com temáticas sobre imigrações.

Veja também – Debilitado e andando de muletas: Saiba por que Francisco Cuoco sumiu das novelas

Para começo de história, Esperança seria a continuação de Terra Nostra. Seu título nos primeiros rabiscos e sinopses era Terra Nostra 2, mas a proposta foi recusada. Restou a ele criar o título adotado, bem como, também teve que ser criado rumos diferentes para as tramas.

Por conta das aparências gritantes com a outra obra de Benedito e pelo burburinho causado com essa tentativa de criar uma continuação para a novela, o autor foi ironizado pelo programa Casseta e Planeta Urgente! e não gostou.

Cena em que os personagens de Ana Paula Arósio e Reynaldo Gianecchini se casam em Esperança (Foto: Divulgação)

Teria feito um pedido direito aos chefões da Globo para que Semelhança, nome dado para a sátira do humorístico, fosse retirada do ar. Porém, eles resolveram desprezar a solicitação e focaram nos índices em queda que Esperança apresentava.

Veja também – Novela da Globo teve despacho de macumba em pleno horário nobre e causou revolta no público

As dores de cabeça com Esperança foram tão intensas que, na década de 2000 quando os números de audiência eram expressivos, esta novela foi a segunda com menor audiência. Isto afetou Benedito Ruy Barbosa, que adoeceu e pediu afastamento quando a novela estava no capítulo 149.

Conhecido por ter uma mão de ouro, Walcyr Carrasco foi o responsável por escrever a reta final e, junto com sua entrada nos trabalhos, houve também um leve aumento na audiência. O último capítulo fechou com 50 pontos, muito longe da média geral: 38 pontos.

Esperança foi intitulada de Terra Nostra 2 no exterior (Foto: Reprodução)

Para a surpresa de todos, a tentativa de Globo em fazer reagir esta trama foi assertiva. Ao exportá-la sob o título de Terra Nostra 2 – A Esperança, a novela fez um sucesso estrondoso e virou hit entre os gringos.

Veja também – Censurada, novela das oito perdeu até pra Manchete e Globo determinou que ela jamais fosse reprisada

Destacam-se os casos de Uzbequistão, Rússia e Itália. Em Israel, a trama fez tanto sucesso que a cena do casamento entre Camille (Ana Paula Arósio) e Toni (Reynaldo Gianecchini) bateu recordes de audiência.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.