Hoje contra a homofobia, Globo já foi detonada por promover cura gay em A Favorita; relembre!

Orlandinho em A Favorita (Foto: Divulgação)

Quem assistiu a primeira versão de A Favorita sabe muito bem disto que relataremos a seguir. Porém, quem estiver acompanhando a novela pela primeira vez na reprise do Vale a Pena Ver de Novo pode não perceber esta situação, devido aos truques de edição.

Veja também – Diretor de A Favorita tinha ranço de atriz principal e criou guerra intensa nos bastidores

Para quem não sabe, a novela tem um personagem bissexual. No entanto, como normalmente acontece em abordagens feitas pelas novelas sobre assuntos espinhosos em uma época a qual o tema não era muito bem discutido, a bissexualidade acabou sendo colocada de maneira controversa.

O Orlandinho, interpretado por Iran Malfitano, tem a orientação bissexual em todo o seu contexto. Mas, isto vai depender bastante da interpretação individual do telespectador que entenda sobre o assunto, já que os mais leigos não são esclarecidos sobre isto durante a trama.

Boa parte desta confusão se dá principalmente na parte em que Orlandinho tem a paixão platônica por Halley (Cauã Reymond). Ele reluta e sofre bastante por um romance com o rapaz, em grande parte da história.

Veja também – Reprise de A Favorita reviverá cena de agressão entre atores que aconteceu de verdade

Só que, em certo momento, Orlandinho se envolve com Céu (Deborah Secco) e acaba tendo uma noite de amor com a moça, que nunca escondeu seu encantamento pelo rapaz que é obcecado por Halley.

Este envolvimento de Orlandinho com Céu acaba se estendendo e, antes considerado gay, ele acaba se casando com ela. Atualmente, entendemos o que é a bissexualidade e do que isto se trata. Mas, para aquela época, apesar de todo o contexto do personagem entregar esta orientação bissexual dele, isto não ficou claro.

Veja também – Câncer, negligência e suicídio: Confira quem do elenco de A Favorita já morreu

Muito pelo contrário: mostrou-se que Orlandinho só encontrou a felicidade quando teve seu casamento hétero. Também, em nenhum momento se explicou o que aconteceu com o amor que ele tinha por Halley, dando a entender que a paixão de Orlandinho pelo rapaz tinha sido um período de “fraqueza”.

Iran Malfitano hoje em dia (Foto: Divulgação)

Em matéria publicada pelo jornal Extra em 16 de dezembro de 2008, o presidente da Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, criticou a atitude da Globo: “A orientação sexual é uma coisa muito séria. É frustrante ver um personagem que caminhava tão bem, mudar de uma forma tão abrupta. Isso nos decepciona, faz parecer um pouco de deboche. Se ele se descobrisse bissexual seria mais crível”.

Veja também – Você sabia? Intérprete de Zé Bob em A Favorita hoje é casado com o autor da novela

Já Iran Malfitano, na época, tentou defender o que aconteceu com seu personagem na novela A Favorita. “Na verdade, Orlandinho nunca teve uma experiência gay. Ele nem sabe, de fato, se esse é o caminho para sua felicidade. Buscou na homossexualidade o que nunca achou numa relação hétero”, justificou o ator, na época.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.