Sucesso na concorrência: Veja 4 novelas que a Globo se arrepende amargamente de ter rejeitado

Logo da Globo (Foto: Divulgação)

Líder de audiência, faturamento e muito mais. A Globo está em um patamar considerado por muitos como “inalcançável”. No entanto, há raros casos em que os concorrentes são destemidos o suficiente para deixarem de lado os receios e baterem de frente.

Veja também – Assunto secreto na Globo: Conheça a história macabra de Cavalo Preto, música de Zé Leôncio

Inclusive, tem algumas situações em que a concorrência chega ao ponto de pegar aquilo considerado como um “resto” para a Globo. Há produções pelas quais o canal dos Marinho rejeitou e, por ironia do destino, elas fizeram sucesso estrondoso em outras emissoras.

São os exemplos que citaremos a seguir:

Carrossel

Muito antes da versão mexicana de Carrossel desembarcar no SBT (que ainda se chamava TVS), a Globo tinha recebido a oferta de comprar a novela e guardá-la nos arquivos, numa época em que os Marinho estavam consolidando o projeto de hegemonia nacional.

Veja também – Confira cinco novelas da Globo que foram tão ruins que ninguém se lembra

A primeira versão de Carrossel incomodou a Globo (Foto: Divulgação)

Então, os potenciais sucessos eram comprados por mera estratégia da Globo para que a concorrência não tivesse esse gostinho. Num deslize, Silvio Santos acabou adquirindo a trama por 100 milhões de cruzeiros e, para a infelicidade dos globais, Carrossel facilmente atingia a liderança com médias de cerca de 30 pontos.

Veja também – Saiba qual novela passou por um vexame tão grande que a Globo apagou as fitas do arquivo

Pantanal

A Globo tinha Pantanal nas mãos, muito antes dela chegar na Manchete. A novela originalmente se chamava Amor Pantaneiro, chegou a ser cogitada várias vezes e sempre era adiada. Em um certo momento, Benedito Ruy Barbosa se cansou.

Protagonistas de Pantanal na Manchete (Foto: Divulgação)

Na primeira oportunidade que teve, ofereceu a trama para o canal dos Bloch e a novela simplesmente bombou por lá. Não chegou a tirar a liderança global, mas ameaçava constantemente atingir esta marca.

Veja também – Novela da Globo tentou unir dois grandes autores e criou intriga histórica

Betty, A Feia

Na mesma lógica de Carrossel, Betty, A Feia estava nas mãos da Globo. A emissora carioca comprou apenas para não ter o gostinho de ver a novela fazendo sucesso na concorrência. Para a imprensa, dizia através de seus executivos que queria “fazer uma adaptação da trama”.

Protagonista de Betty, a Feia (Foto: Reprodução)

Porém, a RedeTV! vivia um auge de investimentos e decidiu tirar a novela da emissora carioca porque sabia de seu potencial. A emissora só conseguiu depois de desembolsar 3 milhões de dólares, o que foi uma aposta ousada. A Globo não resistiu, mas depois se arrependeu ao ver Betty, A Feia fazer um sucesso grandioso na emissora nanica.

Veja também – Confira quais são as cinco novelas que o Canal Viva quer distância e jamais vai reprisar

Marcas da Paixão

Até então autora da Globo, Solange Castro Neves havia cogitado fazer por lá uma novela chamada Laços de Família. Ao sair da emissora carioca, ofereceu sinopse e trama completa, com este mesmo título, para a Record.

Walmor Chagas interpretou Jorge Maia em Marcas da Paixão (Foto: Reprodução)

A emissora dos bispos iniciou a produção e, enquanto isto, a Globo acelerou os passos e pegou o mesmo título para batizar o folhetim de sucesso de Manoel Carlos. Evitando polêmicas, Solange Castro afirmava que o caso era “a maior coincidência de toda a vida”. Também, afirmava que não abandonaria o nome de sua novela. Então, quando foi ao ar, a Record resolveu batizá-la de Marcas da Paixão e teve boa audiência.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.