Record TV tem pedido negado pelo Ministério Público para diminuir classificação indicativa de Gênesis

Oscar Magrini interpretou Noé na segunda fase de Gênesis, na Record TV (Foto: Divulgação)

A Record TV entrou com um pedido no Ministério Público a fim de tentar conseguir diminuir a classificação indicativa da novela bíblica Gênesis de “proibida para menores de 14 anos” para “proibida para menores de 10 anos”. Porém, o órgão negou a solicitação feita pela emissora paulista. A informação, no entanto, já foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (09).

De acordo com o site Notícias da TV, o relator, Eduardo de Araújo Nepomuceno, alegou no documento assinado que “Gênesis não pode ser incluída na classificação pretendida pela emissora pois ultrapassa os critérios estabelecidos pela faixa etária requisitada”.

Veja também: resumo dos próximos capítulos de Gênesis

Só para se ter uma ideia, para que um título seja não recomendado para menores de 10 anos, a obra precisa conter angústia, arma com violência, ato criminoso sem violência, linguagem depreciativa, medo ou tensão e ossada ou esqueleto com resquício de ato de violência.

No mais, ainda segundo a publicação, “o texto também menciona que, após o pedido de reconsideração da Record, a Coordenação de Políticas de Classificação Indicativa elaborou uma nota técnica para averiguar as cenas da trama”.

Com isso, a decisão inicial do Ministério Público será mantida, já que o folhetim apresenta preconceito, morte intencional, prostituição, consumo, produção e tráfico de drogas, estupro ou coação sexual, violência gratuita ou banalização e situação sexual complexa de forte impacto.

Além disso, a sentença também sugeriu que a novela fosse exibida a partir das 21h na TV aberta, como já é feito. Procurada pelo site para falar sobre o assunto, o canal de Edir Macedo não se manifestou até o momento.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.