Estreante do mês no Globoplay, Pai Herói foi motivo de guerra recente entre Globo e Record

Logomarca de Pai Herói (Foto: Divulgação)

A Globo vai trazer de volta mais um de seus clássicos. Trata-se de Pai Herói, que voltará através do Globoplay. Conforme noticiamos aqui no Resumo das Novelas On, tanto esta novela quanto Vereda Tropical serão os lançamentos do streaming para este mês de setembro.

Veja também – Globo se livra de processo por conta de O Astro: confira quais foram as novelas mais problemáticas

No caso de Pai Herói, a obra foi escrita por Janete Clair, considerada a maior dramaturga da história da teledramaturgia nacional, a qual nos deixou no ano de 1983. A novela foi ao ar entre 29 de janeiro e 18 de agosto de 1979 na faixa das oito, correspondente a atual faixa das nove, com um elenco de peso como, por exemplo, Tony Ramos, Elizabeth Savalla, Rosamaria Murtinho, Jonas Bloch, Flávio Migliaccio, Glória Menezes e Paulo Autran. No caso dos dois primeiros, se tratavam dos protagonistas principais.

Janete Clair (Foto: Divulgação)
Janete Clair (Foto: Divulgação)

O folhetim é uma livre inspiração à outra obra da própria Janete: Um Estranho na Terra de Ninguém, que foi transmitida em formato de radionovela no ano de 1958 pela Rádio Nacional. Segundo o Memória Globo, a autora recebeu o convite dos executivos globais para assumir a antiga faixa das oito após um imprevisto.

Veja também – Saiba quais novelas a Globo teve que pedir ajuda ao povo para tentar reverter fracassos

Lauro César Muniz seria o responsável pela novela que sucederia Dancin’ Days, mas foi afastado às pressas. Ao assumir, Janete Clair adapta a radionovela e acaba se surpreendendo com o resultado. Para muitos críticos em TV, Pai Herói é um exemplo de novela que vale a pena maratonar e não é a toa que estará no streaming para que sejam assistidos vários capítulos de uma vez só.

Lauro César Muniz foi substituído por Janete Clair, que lançou Pai Herói (Foto: Divulgação)

Seu sucesso é tamanho que, em 2015, a Record quis fazer um remake de Pai Herói. O anúncio aconteceu durante a coletiva de lançamento de sua programação 2016, o que fez despertar a fúria dos globais diante da ousadia de sua principal concorrente, pois sequer a emissora dos bispos detinham os direitos da obra.

Veja também – Confira o ranking das novelas que a Globo foi obrigada a encurtar às pressas

O autor Carlos Lombardi chegou a ser sondado para a missão de adaptar a radionovela que deu origem à Pai Herói. Entretanto, os planos foram frustrados após a Globo procurar a Record para esclarecer que os direitos sobre as obras de Janete Clair estavam sob posse deles.

Carlos Lombardi foi cogitado como o autor do remake de Pai Herói (Foto: Divulgação)

Na época, o colunista Daniel Castro noticiou o burburinho que fez criar mais um capítulo na novela que é a eterna briga entre as duas redes gigantes de televisão. Ao ser comunicada do intervém, a Record também recebeu da Globo a clara mensagem de que, caso ousasse fazer qualquer remake sobre a telenovela ou a radionovela, estaria correndo o risco de cometer um plágio.

Veja também – Saiba quais foram as menores novelas das nove exibidas pela Globo

Diante de tamanho constrangimento, a Record acabou deixando de lado a ideia. Porém, na ocasião em que divulgou que faria o remake de Pai Herói, também houve o lançamento de Escrava Mãe e A Terra Prometida, títulos que acabaram fazendo um sucesso tão estrondoso os quais certamente fizeram a emissora deixar de lado a ideia controversa.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *