Fiasco total: Saiba qual novela precisou de pedido de desculpas ao público por ser tão ruim

Protagonistas de Serras Azuis (Foto: Divulgação)

Entre as grandes redes de TV, estão emissoras nanicas que já tiveram forte investimento em teledramaturgia. São casos como a Bandeirantes. A emissora tem diversos exemplos de novelas próprias.

Veja também – Cinco novelas brasileiras que ganharam remake mexicano

Porém, em certa ocasião, a Band teve a proeza de se mostrar independente. Afinal, a emissora produzia diversas novelas porque elas eram feitas em parceria com produtoras de vídeo, mas queria sentir o prazer de fazer folhetins por conta própria.

Esta independência teve inclusive um nome de peso, vindo da SBT após uma experiência parecida. Nilton Travesso era um diretor respeitado no segmento, com diversos exemplos de sucesso na emissora de Silvio Santos.

O dono do Baú o contratou para reformular o núcleo de dramaturgia de sua emissora e, após alguns anos descontente com as decisões sem nexo que Silvio costuma ter, Travesso topou uma proposta para trabalhar na Band.

Veja também – Fenômeno da década de 90, novela das sete é até hoje proibida de ter reprise na Globo e segredo vem à tona

A emissora dos Saad queria que Nilton Travesso fizesse na Band o mesmo que aconteceu no SBT. Inclusive, para quem não sabe, foi através de Travesso que nomes como Walcyr Carrasco estiveram sendo descobertos.

Com seu potencial nítido, o diretor começou na emissora nanica conduzindo os trabalhos de Serras Azuis. A novela representou o fim da dependência que a TV tinha ao fazer suas novelas, que só aconteciam por meio de coproduções.

Ana Maria Moretzsohn é ex-escritora global e autora de Serras Azuis (Foto: Divulgação)

Inspirada nos dramalhões rurais mexicanos, Joana Fomm, Ana Lúcia Torre, Petrônio Gontijo, Carmo Dalla Vechia, Denise Del Vecchio, Gianfrancesco Guarnieri e dentre outros atores de peso compunham o elenco da novela.

Veja também – Assunto secreto até hoje: Confira seis provas que fizeram Pantanal estar em meio a acusação de cópia

Chegando com muito barulho, Serras Azuis teve autoria de Ana Maria Moretzsohn, que se inspirou em três obras do escritor brasileiro Geraldo França de Lima para criar a trama: Serras Azuis, Branca Bela e Nó Cego.

Porém, de tanto prometer, a novela caiu no esquecimento do público e literalmente acabou não dando certo. O próprio Travesso veio a público dar declarações se desculpando pelo fiasco: “Trabalhamos barbaramente para tudo dar certo, mas infelizmente não deu”.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.