Pai e filha de Pega Pega vira casal em Quanto Mais Vida Melhor: veja cinco casos polêmicos de incesto nas novelas

Eric e Bebeth em cena de Pega Pega - Foto: Reprodução
Eric e Bebeth em cena de Pega Pega (Foto: Reprodução)

Um pequeno erro de cálculo fez com que os telespectadores fiéis da faixa das sete pudessem ter uma experiência um pouco desagradável nos últimos dias. Quando começou a nova novela das sete, Quanto Mais Vida Melhor, imediatamente as sinopses sobre a trama foram divulgadas.

Veja também – Após cena de masturbação em Um Lugar ao Sol, relembre as novelas que chocaram com cenas de sexo

Entre as sinopses, esteve uma em que os personagens de Mateus Solano e Valentina Herszage, respectivamente interpretando Guilherme e Flávia, terão um relacionamento amoroso.

Porém, na novela anterior a esta, estes mesmos dois atores viviam pai e filha. O erro na escalação do elenco no novo folhetim pode causar um certo desconforto nos telespectadores mais atentos. Assunto considerado tabu em nossa sociedade, este tema existe e já foi discutido em algumas novelas. Veja:

Mandala

O ano era 1987 e Dias Gomes, juntamente com Marcílio Moraes e Lauro César Muniz, impactaram a sociedade ao colocar na novela um relacionamento entre uma mãe e um filho. Na época, as autoridades tentaram impedir a exibição da novela, por conta da delicadeza do assunto. Jocasta (Vera Fischer) e Édipo (Felipe Camargo) se apaixonaram sem saber sobre o laço parental e a cena do primeiro beijo entre o casal bateu recordes de audiência.

Felipe Camargo e Vera Fisher (Foto: Divulgação)

Cortina de Vidro

Neste caso, além da delicadeza que o próprio tema de incesto tem, a discussão foi ilustrada a partir de uma outra situação complicada. Exibida no SBT entre 1989 e 1990, na trama o maldoso Arnon (Antonio Abujamra) estuprava sua própria filha, a personagem Michelle (Carola de Oliveira). Além da novela fazer uma abordagem desse tipo, a reação do público não foi nada positiva e a audiência foi um fiasco.

Veja também – Grande nome das novelas brasileiras, ator de Páginas da Vida morreu após cometer suicídio

Viver a Vida

Em se tratando desta novela das nove, o assunto foi tratado com uma breve sutileza. Manoel Carlos colocou em Viver a Vida um relacionamento entre irmãos que não sabiam do elo. Luciana (Alinne Moraes) e Bruno (Thiago Lacerda) tiveram um grande romance e, apenas depois, descobriram ser filhos do mesmo pai, Marcos (José Mayer).

Manoel Carlos foi o autor de Viver a Vida (Foto: Divulgação)

Segundo Sol

Para não polemizar e nem tampouco piorar a situação difícil, Segundo Sol (2018) decidiu romantizar o incesto. Isto porque, Remi (Vladimir Brichta) e Karola (Deborah Secco) viveram um romance, mas eram tio e sobrinha. Mesmo após ter se contado que Remi e Laureta (Adriana Esteves) eram irmãos e que Karola era filha de Laureta, Segundo Sol seguiu o fluxo e o romance aconteceu normalmente, sem qualquer citação ou referência sobre o incesto.

Veja também – Saiba qual atriz famosa já saiu da Globo humilhada assim como Camila Queiroz, mas depois foi perdoada

Te Dou a Vida

Para quem não gosta de spoilers, já deve ir parando a leitura por aqui. Porque em Te Dou a Vida, novela ainda em exibição no SBT, dois importantes personagens também descobrirão serem irmãos nos últimos capítulos, assim como aconteceu em Viver a Vida (2009). Pedro (José Ron) e Gina (Danny Perea) não se suportarão olhar um para o outro depois da revelação.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *