O Outro Lado do Paraíso: Sophia fica com a guarda de Tomaz

O Outro Lado do Paraíso: Sophia fica com a guarda de Tomaz

Clara e Tomaz - O Outro Lado do Paraíso
Clara ficará arrasada com a perda da guarda de Tomaz (Foto: TV Globo)

O Outro Lado do Paraíso (05/02/2018). O clima parece que vai ficar favorável para  Sophia (Marieta Severo), depois do atropelamento criminoso de Raquel (Erika Januza). É que, com o afastamento da magistrada, o juiz Gustavo (Luis Melo) será o responsável pelo processo da guarda de Tomaz (Vitor Figueiredo) e dará decisão que vai deixar Clara (Bianca Bin) bastante desolada. Patrick (Thiago Fragoso) ficará ao lado da mocinha nesse momento tão difícil. As informações são do site Notícias da TV, de Daniel Castro.

No capítulo que vai ao ar na segunda (5) da novela das nove da Globo, o juiz dará sua sentença sobre o caso e acusará Clara de não oferecer um ambiente saudável para Tomaz, tendo em vista a presença de Beth (Gloria Pires) em sua casa.

“Lá vive uma mulher que já foi julgada por crime de morte. Inocentada sim, mas era dona de um bordel. Eu me pergunto se será uma boa influência para um menino cujo cérebro ainda está em formação”, disparará o magistrado.

“É minha mãe! Nós descobrimos recentemente, é minha mãe. Que mal poderia fazer a meu filho?”, reagirá Clara.

Gustavo não dará ouvidos a neta de Josafá (Lima Duarte) e continuará anunciando sua sentença. Ele também dirá que Gael (Sergio Guizé) não tem condições de criar o menino e que Lívia (Grazi Massafera) é a pessoa ideal para cuidar dele.

“A lei exige que eu siga regras. Este tribunal reconhece que a mãe biológica não tem condições de oferecer um lar ao menor. A lei pede que em um caso desses a guarda seja oferecida ao parente consanguíneo mais próximo. No caso, a avó, que já compartilha a guarda do menor. Dona Sophia Montserrat”, dirá o juiz.

“Eu amo meu neto, de todo meu coração. O senhor sabe, doutor, que o amor de uma avó é até mais doce. Se é o melhor pro Tomaz, eu aceito”, falará Sophia. O advogado de Clara pedirá, pelo menos, o direito de visita para a mãe.

“Demonstrarei a benevolência deste tribunal. A mãe biológica, Clara Tavares, terá o direito de visita um dia por semana. Mas o menor deverá ser sempre acompanhado de um assistente social”, finalizará Gustavo.

A vingativa ficará desolada com a decisão, mas Patrick a tranquilizará dizendo que irá entrar com recurso para reverter a sentença.

“Vamos esperar algum tempo, até que Tomaz se aproxime mais de você. Uma vez por semana, Clara. É mais do que tem hoje”, justificará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *