O Clone volta à tela da Globo: cinco fatos que você (provavelmente) não sabia sobre a novela

O Clone substitui Ti Ti Ti (Foto: Reprodução)

Na manhã desta terça-feira, 31 de agosto, Ana Maria Braga foi a responsável por anunciar a próxima novela do Vale a Pena Ver de Novo. Trata-se de O Clone, que estará de volta às tardes da emissora, com a promessa de repetir o fenômeno que fez entre 2001 e 2002 quando foi ao ar. A trama vem para salvar a Globo do sufoco que vem passando com Ti Ti Ti, que acumula uma queda de 5 pontos em relação à média que vinha sendo atingida por sua antecessora.

Veja também – Três novelas que tiveram atores expulsos por conta de brigas nos bastidores

Vale lembrar que O Clone está sendo reprisada pela segunda vez na emissora carioca. A primeira foi há exatamente 10 anos atrás. Está na lista das novelas mais exportadas da história da dramaturgia mundial, além de ter sido responsável por vencer cerca de 40 premiações. Mas, tem alguns detalhes sobre a novela que você provavelmente desconhecia. Conheça cinco fatos sobre O Clone:

Última aparição do ator Mário Lago

Sabe aquele Troféu Mario Lago, entregue todos os anos pelo Faustão? A ideia do ex-apresentador global era homenagear Mário, diante de seu legado. Isto porque, além de grande ator, Mário Lago era um ativista político. Deste modo, ele sempre foi respeitado, dada a sua importância e engajamento para causas nobres. Mas, a história de O Clone e Mário Lago se confundem, porque esta foi a última novela em que o ator apareceu.

Mario Lago em cena de O Clone (Foto: Divulgação)

Medo da Globo

Estreando em 1° de outubro de 2001, O Clone foi apresentada aos brasileiros semanas depois do atentado de 11 de setembro. Como a novela é de temática mulçumana, imaginou-se que o atentado às torres gêmeas teriam sido prejudiciais para o bom andamento da história, uma vez que os telespectadores ainda estariam aterrorizados pelo ocorrido nos Estados Unidos. Porém, o efeito foi totalmente inverso e O Clone bateu todos os recordes.

Veja também – Quatro vezes em que a Globo foi detonada por apropriação cultural nas novelas

Versão colombiana

Animada com a versão brasileira, a Globo resolveu se unir com a Telemundo e fazer uma versão de O Clone em língua-hispânica. Intitulada de El Clon, a novela repetiu na Colômbia o sucesso feito aqui no Brasil. A audiência subiu em 60%, sendo o folhetim responsável por estreitar os laços entre os globais e o mercado exterior.

El Clon foi a versão colombiana de O Clone (Foto: Divulgação)

Lançamento de livro

Após O Clone, o diretor-geral da novela resolveu lançar um livro como uma forma de spin-off da história. Empolgado com o sucesso e, diante da quantidade de registros que fazia nos bastidores, tanto em gravações feitas no Brasil quanto no exterior, Jayme Monjardim selecionou as melhores fotos para lançar o livro Um Outro Olhar: O Mundo Árabe e o Islã Através da Novela O Clone.

Veja também – Saiba quais novelas de sucesso foram ao ar com gravações concluídas

Doenças durante as gravações

Diversos atores tiveram que sair da novela às pressas por conta de doenças. Stênio Garcia, Elizângela, Reginaldo Faria e Débora Falabella foram alguns casos. Os três primeiros atores foram por conta de dengue. Nesses casos, eles não foram substituídos e, quando voltaram, tiveram que gravar cenas às pressas. Já no caso de Falabella, a atriz foi substituída pela irmã após contrair meningite.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *