Morte de autor com novela ainda no ar causou desespero e correria na Globo; saiba qual!

Malu Mader e Cássio Gabus Mendes em cena da novela (Foto: Reprodução)

Se têm coisas que ninguém nunca está preparado, independente de saber que é algo provável a acontecer, é a doença ou a morte. Ainda assim, são realidades predestinadas e que muita gente prefere não contar com essa possibilidade.

Veja também – Saiba qual novela da Globo foi um fiasco aqui no Brasil, mas teve um sucesso estrondoso no exterior

Mas, em se tratando de uma empresa do porte da Globo, com um produto caríssimo no ar e um investimento milionário de patrocinadores, os imprevistos ainda assim causam correria.

Estamos falando de novelas e, apesar de todos os fatores relacionados a esta produção midiática que é parte da cultura popular brasileira, imagina-se que ela não tem imperfeições.

O Mapa da Mina foi ao ar em 1993 (Foto: Reprodução/Globo)

Tanto é que, a saída de um ator costuma gerar grande repercussão. Quem dirá, a saída repentina de um autor. Isto aconteceu diversas vezes na Globo, que tem mais de seis décadas de profissionais que passaram por lá.

Veja também – Eternizada pelo Sítio do Picapau Amarelo, atriz que fez a Dona Benta morreu de forma comovente

Mas, ao ponto do que ocorreu em O Mapa da Mina, foi um susto dos grandes. Quando a novela estava faltando apenas 15 capítulos para terminar, todos foram pegos de surpresa com a morte de Cassiano Gabus Mendes.

Cassiano Gabus Mendes foi o autor de grandes sucessos da Globo (Foto: Divulgação)

Era um grande autor, querido por muitos e respeitado pelo setor. Para se ter uma ideia do que ele representava, Cassiano foi nada mais, nada menos do que o primeiro diretor artístico da televisão brasileira.

Veja também – Debilitado e andando de muletas: Saiba por que Francisco Cuoco sumiu das novelas

Tomado até hoje como referência, sua morte ocorreu em 18 de agosto de 1993. Na madrugada do dia anterior ao seu falecimento, Cassiano passou mal com fortes dores e foi levado às pressas para um pronto-socorro no Rio de Janeiro.

Ao chegar para ser atendido pelos profissionais, foi tarde demais e ele chegou ao óbito após sofrer uma parada cardíaca. O dramaturgo tinha 64 anos e somam-se a seu currículo a autoria de alguns clássicos: Anjo Mau (1976), Plumas e Paetês (1980), Elas por Elas (1982), Brega e Chique (1987) e Que Rei Sou Eu? (1989).

Logo de O Mapa da Mina, novela de Cassiano Gabus Mendes (Foto: Divulgação)

Para a surpresa de muitos, antes de falecer, Cassiano Gabus Mendes deixou para os roteiristas Maria Adelaide Amaral, Gugu Keller, Walkíria Portero e Dejair Cardoso todo o desenrolar dos capítulos finais de O Mapa da Mina.

Veja também – Novela da Globo teve despacho de macumba em pleno horário nobre e causou revolta no público

Diante de tamanha perda, Lima Duarte foi o responsável por uma homenagem no capítulo final da novela. A mensagem de 2 minutos e 40 segundos foi exibida ao término da última cena. Quando Lima encerrou o discurso, os créditos subiram a tela sem a trilha sonora.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.