Morre Marilu Bueno: No auge da pandemia, atriz se recusou a parar de trabalhar

Marilu Bueno interpretou a Dulce em Salve-se Quem Puder (Foto: Divulgação)

Se tem um exemplo de força e vitalidade, se chama Marilu Bueno. Na tarde desta quarta-feira, 22 de junho, foi confirmada a morte da atriz aos 82 anos. Nos últimos dias para cá, familiares e amigos deste talento incomparável se uniram em uma corrente de boas energias.

Veja também – Do luxo ao lixo: Veja cinco ex-globais que perderam tudo e viraram moradores de rua

Todos torciam para que Bueno se recuperasse das complicações de uma cirurgia na região do abdômen. Mas, após ir para a UTI, ela não conseguiu retomar seu estado normal de saúde e nos deu esse doloroso adeus.

Para ela, a partida foi como um descanso após os dias difíceis que enfrentou neste processo pós-operatório. Para nós, ficou o legado desta atriz que inspirou muitas gerações. Com forte veia humorística, Marilu Bueno interpretou papéis variados.

Começou na TV no ano de 1972, como a Margot de O Bofe. Depois, não parou mais e tornou-se uma figura recorrente na teledramaturgia global. Em 1977, decide fazer uma pausa e se afasta das novelas, passando a aceitar apenas convites para humorísticos.

Veja também – Morte de autor com novela ainda no ar causou desespero e correria na Globo; saiba qual!

No ano de 1983, Marilu Bueno faz um retorno triunfal a convite de Silvio de Abreu. Ela fez a Olívia Krauss, empregada icônica de Guerra dos Sexos. Dois anos depois, em A Gata Comeu, a atriz vive um de seus personagens mais lembrados até hoje: a caricata Tetê.

Marilu Bueno no remake de Guerra dos Sexos (Foto: Divulgação)

Foi em 86 que ela decidiu dar novos ares em sua carreira, aceitando um convite para integrar o casting da TV Manchete. A passagem na emissora dos Bloch só durou dois anos, quando regressou à emissora carioca.

Veja também – Debilitado e andando de muletas: Saiba por que Francisco Cuoco sumiu das novelas

Marilu, então, teve um novo período de ouro na década de 90, quando atuou em: De Corpo e Alma (1992), Quatro por Quatro (1994), O Fim do Mundo (1996) e Caça Talentos (1996-1998). Este ciclo com a Globo se encerrou em 2006, quando surgiu a oportunidade de ingressar na Record.

Apesar das idas e vindas, sempre manteve boa relação com a Globo e foi assim que, no ano de 2013, ela encontrou portas abertas para participar do remake de Guerra dos Sexos, vivendo exatamente a mesma personagem que interpretou na versão original da trama.

Marilu Bueno morreu aos 82 anos (Foto: Reprodução)

Os globais não conseguiram pará-la, pois sua sede de interpretar não teve trégua nem mesmo durante a pandemia. Ela se protegeu e garantiu presença em Salve-se Quem Puder, novela das sete recentemente exibida na Globo e que aconteceu no auge das infecções por Covid-19.

Veja também – Novela da Globo teve despacho de macumba em pleno horário nobre e causou revolta no público

Segundo matéria do Notícias da TV, o ato corajoso e destemido de Marilu Bueno foi motivo de muitos elogios. Houve atores que aplaudissem a veterana, a classificando como uma “heroína” por encarar os riscos e não se entregar a tensão causada pelo grave período enfrentado.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.