"Me libertei", diz Carol Duarte após personagem trans em "A Força do Querer"

“Me libertei”, diz Carol Duarte após personagem trans em “A Força do Querer”

Carol Duarte (Foto: Redes sociais)

Com a atual reprise de “A Força do Querer” a atriz Carol Duarte está podendo rever o personagem que alavancou sua carreira na televisão e a rendeu vários prêmios. Vinda apenas dos teatros, Carol ganhou projeção nacional ao dar vida ao rapaz trans e mostrando sua transição com bastante delicadeza.

Aclamada pelo público e pela crítica, a atriz revelou em recente entrevista como sua vida mudou após a novela: “A estreia foi em 2017 e a primeira coisa que pensei foi o quanto tanta coisa mudou em três anos. Particularmente, meu trabalho ganhou projeção nacional. Eu que só tinha feito teatro, fiquei chocada com o quanto a novela atinge todos os lugares do nosso país e no mundo!”

Veja também: Carol Duarte revela desafios de viver prostituta gaga 

Carol revelou ainda que após a trama recebeu vários convites e emendou alguns trabalhos: “Depois de “A força do Querer”, fiz o filme “A vida invisível”. Fui para vários festivais, e todos os países latino-americanos tinham visto a trama. Fiquei impactada!“, revelou.

Sobre a construção do personagem, Carol disse que já sabia o desfecho: ” Ivan foi construído pensando no fim. Eu sabia que ia se entender um garoto transexual ao longo da novela. Fiz entrevistas com homens trans, li muito sobre o assunto, tenho diários da personagem, vi filmes… À medida que a novela avançava, o público, junto com o Ivan, descobria quem ele era de fato.”

Veja também: Resumo semanal de A Força do Querer

Para dar vida a um personagem tão complexo, a atriz precisou estudar bastante: “Eu me dediquei muito a me informar sobre o que era gênero, construção social por trás do que é ser mulher e homem. Existe uma infinidade de formas de estar no mundo, mas percebi o quanto somos condicionados a agirmos, sentirmos, vestirmos de acordo com parâmetros construídos”

“Estudando, me libertei de certas pressões, como o jeito que uma mulher deve falar, quem ela deve amar. Somos oito bilhões de pessoas no mundo, e só existe a concepção de que mulheres são sensíveis e homens são fortões? São estereótipos que não dão conta da complexidade do que é o ser humano“, concluiu.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *