Macabro! Conheça a história real e horripilante por trás de Pinóquio, personagem de Poliana Moça

Pinóquio ganhará vida graças a Waldisney e Violeta
Pinóquio é o personagem de Poliana Moça (Foto: Divulgação)

Os clássicos da literatura infantil contam com alguns personagens emblemáticos. Entre eles, certamente está o Pinóquio. São clássicos principalmente devido a sua atemporalidade. Ou seja: independente das gerações, estas figuras seguem marcantes.

Deve ter sido neste sentido que o SBT colocou Pinóquio em Poliana Moça. Porém, faltou um pouco de pesquisa para saber qual a real história por trás dele, que não tem nada de imaturo e saudável para crianças.

Vale lembrar que o Pinóquio conhecido pelos filmes da Disney tentou maquiar a obra original de Carlo Collodi. Todo o contexto do personagem não se resume às brincadeiras e travessuras bobinhas de um boneco de madeira.

Pinóquio dos desenhos da Disney (Foto: Divulgação)

As histórias em torno dele são envolvidas de traições, doses consideráveis de violência e coisas bem adultas. Pinóquio nasceu de Collodi em 1883, que tinha uma coluna num jornal italiano onde publicava tirinhas com teor crítico.

Originalmente, o boneco surgiu de um pedaço de madeira falante em que Gepeto ganhou e decidiu esculpir. No sonho de ter um filho, ele esculpe o pedaço em formato de um menino. No entanto, ao ganhar vida, o rapaz se rebela e chega a chutar o nariz de seu próprio pai.

Tentando aconselhá-lo a mudar seus rumos, Gepeto é frustrado por um comportamento agressivo de Pinóquio, que tenta enganar o pai para conseguir fugir de casa. O Grilo Falante, que na versão da Disney é um grande amigo do boneco, briga constantemente com Pinóquio o aconselhando a mudar suas atitudes.

Carlo Collodi é o criador do personagem Pinóquio (Foto: Divulgação)

No entanto, o pior acontece quando Pinóquio assassina o Grilo com um martelo, em meio a uma grande discussão. Além de tudo, para poder bancar suas aventuras, o personagem que também está presente em Poliana Moça originalmente chega a tentar vender seu material escolar, comprado pelo pai com muito suor e trabalho.

Se você achou pouco, o desfecho é ainda pior: à caminho de uma de suas andanças, Pinóquio simplesmente é abordado por assaltantes, que são representados na pele de uma raposa e de um gato. Sem ter o que entregar, o deixa rendido.

A paciência dos criminosos se esgota e a história mostra que Pinóquio é enforcado. Ele fica agonizando até a morte, enquanto Gepeto tenta salvá-lo. Porém, não consegue chegar até o seu filho, pois é devorado por um tubarão.

Imagem da tirinha em que Pinóquio morre enforcado (Foto: Divulgação)

Esse final chocante recebeu diversas reclamações na época. Diante da rejeição, Carlos Collodi “ressuscitou” Pinóquio com uma tirinha em que ele recebe instruções de uma personagem chamada Fada Azul, onde o aconselha a parar as maldades e mentiras.

A moral da história sempre foi falar sobre pessoas boas que erram, a partir da imagem de um garoto que parece ser inocente, mas que não tem nada de perfeito. Porém, diante do que observamos, se teve uma coisa que o SBT fez foi passar bem longe da verdadeira e real história sobre o personagem clássico dos desenhos.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.