Força de um Desejo volta ao ar após 22 anos: Veja cinco fatos que ninguém sabe sobre a novela

Logo de Força de Um Desejo (Foto: Divulgação)

Finalmente, a Globo decidiu fazer a estreia de Força de um Desejo na TV paga. Em inúmeras vezes, a novela chegou a ser cogitada para o Canal Viva, tendo este fato sido concretizado no ano em que a trama completa 22 anos de sua primeira exibição.

Veja também – Saiba quais são as cinco novelas que o Canal Viva quer distância e jamais vai reprisar

Escrita por Gilberto Braga e Alcides Nogueira, Força de um Desejo foi ao ar originalmente na virada do século, entre 1999 e 2000, e esteve sendo reprisada em 2005 no Vale a Pena Ver de Novo.

A volta do folhetim faz com que possamos resgatar alguns detalhes pouco ou quase nunca comentados sobre o título. Listamos cinco destes detalhes, confira:

Mimo global

Sabe quando temos apego afetivo a algo que não está dando certo? Foi o caso da Globo com Força de um Desejo, tratando a novela como um verdadeiro mimo. O folhetim foi regular em audiência e bateu a meta esperada. Mas, não saiu da mesmice e tampouco foi um sucesso. Apesar disto, foi esticada de 179 para 226 capítulos. Boa parte desta insistência com a novela se explica por conta do investimento milionário na produção, com figurinos, cenários e diversos elementos de alto custo.

Veja também – Confira cinco novelas de sucesso que o Canal Viva nunca reprisou

O autor de novelas da Globo, Gilberto Braga (Foto: Divulgação)
O autor de novelas da Globo, Gilberto Braga (Foto: Divulgação)

Seria originalmente exibida nos anos 80

Apesar de ter sido concebida em 1999, os planos da Globo eram para que Força de um Desejo tivesse estreado em 1988, mais especificamente substituindo Bambolê. De acordo com as pesquisadoras Bia Braune e Rixa, receberia o título de Amor Perfeito e entrou em fase de pré-produção. No entanto, a Globo desistiu do projeto e só voltou a apostar novamente 10 anos depois.

Veja também – Fenômeno da década de 90, novela das sete é até hoje proibida de ter reprise na Globo e segredo vem à tona

Baseada em livro

Considerada por alguns como uma adaptação de um romance clássico de Visconde de Taunay, Força de um Desejo na verdade trata-se de uma obra baseada no livro do autor. Ou seja: não é necessariamente como está no livro. A Mocidade de Trajano é o nome do romance em que Alcides se inspirou para criar o enredo da trama, que assim como a obra de Taunay, foi ambientada no Brasil imperial.

Fábio Assunção e Malu Mader protagonizaram Força de um Desejo (Foto: Reprodução)

Troca-troca

Para assumir a faixa das seis, Gilberto Braga precisou abandonar os trabalhos de Torre de Babel, onde colaborava com Silvio de Abreu. A novela das nove estava mal das pernas e recebeu a intervenção de Braga, considerada bastante útil para que a trama se reerguesse. Ao mesmo tempo, existia o receio de que a faixa das seis decaísse, após o fiasco do remake de Pecado Capital. Então, o autor foi convidado pelos globais para finalmente retirar o projeto de Força de um Desejo da gaveta.

Veja também – Novela da Globo teve despacho de macumba em pleno horário nobre e causou revolta no público

Abertura especial

A Força de um Desejo conta com uma música instrumental na trilha sonora de abertura. Porém, não é qualquer instrumental: trata-se de uma das últimas composições do ícone da MPB, o músico Tom Jobim. Ele compôs Tema de Ana, nome da faixa que é tocada durante a abertura da novela, pouco antes de sua morte.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.