Fina Estampa: Joana surge no cemitério e atormenta Tereza Cristina

Fina Estampa: Joana surge no cemitério e atormenta Tereza Cristina

Joana e Tereza Cristina de Fina Estampa (Foto: Divulgação)
Joana e Tereza Cristina de Fina Estampa (Foto: Divulgação)

A jornalista Marcela (Susana Pires) morreu em Fina Estampa, mas não dará folga à vilã da história, a malévola Tereza Cristina (Christiane Torloni). Isso por que a irmã da defunta aparecerá em breve.

Do nada, Joana (Susana Pires) surge no cemitério quando Tereza está de olho no túmulo da jornalista, foi foi asfixiada e morta pela rival num hospital após um acidente de carro. Depois, a gêmea vai assombrar outras pessoa.

Joana aparece na pousada e dá um baita susto em todos que estão por lá e se deparam com a presença estranha da moça. De saia amarela, a personagem conta que mora há anos no Pará, onde tem uma agência de publicidade.

Veja também – Totalmente Demais: Cassandra é eliminada do concurso e ameaça desmascarar Carolina

Mas ela conta que está na cidade para investigar o paradeiro de Marcela. “Essa história do assalto e de uma última visita que ela teria recebido no hospital antes de morrer… Sabem de algo sobre isso?”. Nos corredores, ela dá de cara com uma pessoa tão sinistra quanto a si própria.

Luana (Joana Lerner), a vidente, diz : “Seus olhos estão mortos”. “E ela queria que estivessem como”, responde a irmã de Marcela, segundo o jornal Extra.

MAIS EM FINA ESTAMPA:

Em breve em Fina Estampa, para a surpresa de todos, Tereza Cristina (Christiane Torloni) desistirá de Renê (Dalton Vigh). Mas isso só após ela conseguir o que tanto queria: separar o chef de sua nova amada, Griselda (Lilia Cabral).

Em conversa com a patroa, Crô (Marcelo Serrado) diz que ela pode aproveitar que o ex-dono do Le Velmond está de volta à sua casa para se reaproximar dele. Mas a megera dá uma resposta surpreendente ao seu servo.

“Até poderia, se eu fosse uma certa mariquinha lesada, romântica e sem amor próprio. Acontece que eu não sou”. O seu escravo fica chocado, e a vilã segue com suas explicações sórdidas.

“A inocência é para os ignorantes. Eu sei muito bem que, quando as coisas acabam, elas acabam”. O engravatado saltitante insiste: “Mas às vezes um remendinho…”. Tereza devolve: “Não adianta tentar remendar o que já não tem conserto. Renê Velmont já não faz parte da minha vida “.

“Não me diga que chegou a vez do peixeiro (José Mayer)?”, fala o mordomo, muito curioso. “Desde que eu consiga transformar aquele sapo num príncipe encantado…”, diz a pitonisa de Tebas. Seu escudeiro debocha: “Missão mais do que impossível “.

“Isso é o que veremos”, conta a personagem de Christiane Torloni na trama de Aguinaldo Silva.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *