Em guerra histórica, Silvio Santos contratou os três maiores autores da Globo e caso foi parar na Justiça

Silvio Santos tomou decisão sobre Patinho Feio (Foto: Reprodução)
Silvio Santos assinou contrato com os três maiores autores da Globo (Foto: Reprodução)

Esta história poucos devem lembrar, mas foi digna de uma jogada de mestre de um magnata da comunicação brasileira. Silvio Santos além de apresentador, é um empresário conhecido por fazer apostas controversas.

Veja também – Relembre as vezes que Silvio Santos bateu de frente com as novelas da Globo

Apesar de tudo, existiram inúmeros casos em que o dono do Baú acertou na aposta. Em 1996, uma atitude inesperada acabou fazendo com que a Globo tomasse um susto que virou um caso de Justiça.

O senso comum acredita que a Globo é imbatível porque é a mais rica. Afinal, os investimentos milionários em suas produções é incomparável com os gastos da concorrência em títulos semelhantes, o que traz para a líder de audiência uma qualidade superior.

Porém, com dinheiro e disposição suficientes, Silvio abriu o cofre e determinou que seus executivos fossem fazer suas compras no mercado. Foi então que o SBT cogitou retirar os maiores autores de novelas da Globo, uma vez que eles estavam com contratos por obra.

Veja também – Fim das novelas da tarde? Suposto conflito entre SBT e Televisa vem à tona

Conhecido por seu imediatismo e, sobretudo, por ser uma pessoa de atitude, os planejamentos internos do SBT saíram do discurso e foram para a prática. Simplesmente, de uma só vez, Gloria Perez, Benedito Ruy Barbosa e Walther Negrão foram contratados.

Gloria Perez, Walther Negrão e Benedito Ruy Barbosa foram contratados pelo SBT (Foto: Divulgação)

Todos os três assinaram contrato e pegaram suas malas rumo ao CDT da Anhanguera, sede do SBT que havia sido recém-lançado na época em que aconteceu esta briga histórica. Ao perceberem que a ideia mirabolante de Silvio poderia dar certo, a emissora carioca se movimentou.

Veja também – Confira os casos de novelas mexicanas que enfrentaram boatos de maldições nos bastidores

Imediatamente, um clã da Globo foi designado para reverter a negociação, mas era tarde demais: os autores haviam assinado e rubricado cada página de um contrato milionário que estava devidamente fechado com o SBT.

A única solução era pagar uma multa milionária e assim foi feito. A emissora carioca pagou cerca de R$ 80 milhões à Silvio Santos, para poder segurar os nomes de ouro de sua teledramaturgia.

Como o pagamento não foi amigável, SBT e Globo digladiaram na Justiça para definirem os valores corretos da multas de rescisão contratual. O SBT teve causa ganha em todas as instâncias, nos processos abertos sobre a rescisão de cada um dos três novelistas.

Veja também – Cinco novelas mexicanas infantis que o SBT fez questão de estrear rapidamente no Brasil

Certo dia, durante um de seus programas, Silvio comentou o caso: “Quando eu contratei os três autores da Globo, contratei a Glória [Perez], contratei o… aquele rapaz, Benedito [Ruy Barbosa], e contratei mais alguém que eu não lembro [Walther Negrão]. A Globo me pagou até hoje, ainda me deve, não deve, a Justiça não liberou ainda os últimos R$ 10 milhões“.

Eu recebi R$ 70 milhões da Globo. Mas não foram os artistas que pagaram, foi a Globo para não perder os três autores de novela. Verdade, faltam R$ 10 milhões ou R$ 12 milhões. Vou receber, no máximo, R$ 12 milhões ou R$ 15 milhões“, relembrou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.