Em dia decisivo, o juiz lê a sentença e Donatela se choca ao saber quantos anos ficará presa: “nego-lhe o direito de recorrer”

(Foto: Reprodução)

Em A Favorita, Donatela (Claudia Raia) conhecerá os piores dias de sua vida. Isso porque a dondoca será acusada de ter matado Salvatore (Walmor Chagas) e ficará incrédula ao descobrir quantos anos terá que passar trancafiada numa prisão. Para piorar, ela não terá direito a recorrer em liberdade.

No grande dia, o juiz lerá a sentença: “O júri reconhece a responsabilidade criminal da pronunciada Donatela Fontini pela morte da vitima Dante Salvatore, pelo crime de homicídio qualificado (…) com pena de 30 anos de reclusão. A pena deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado em presídio estadual”, dirá a autoridade.

Veja também: Resumo da novela A Favorita 

“Tendo em vista o caráter torpe cometido pela ré, aliada a sua alta capacidade econômica que pode contribuir com sua fuga, nego-lhe o direito de recorrer em liberdade”, completará o juiz, deixando Donatela em choque. Ela ficará paralisada sem reação.

Veja também: Lara perde o controle após descoberta, dá um tapa em Flora e é contida por Cassiano

No final, Flora (Patrícia Pillar) – a verdadeira culpada – debochará de Donatela: “A justiça tarda mas não falha!”, dirá. Donatela, abatida, olhará com ódio para a rival: “Essa história ainda não acabou”, completará ela, saindo algemada pelos policiais.

A trama foi escrita por João Emanuel Carneiro (mesmo autor de Avenida Brasil), protagonizada por Claudia Raia e antagonizada por Patrícia Pillar em 197 capítulos. A produção da Globo contou ainda com Mariana Ximenes, Cauã Reymond, Murilo Benício, Carmo Dalla Vecchia, Ary Fontoura e Giulia Gam no elenco principal.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.