Em 2009, SBT chocou conservadores ao ter a primeira transexual em uma novela no Brasil

Logomarca do SBT (Foto: Reprodução)

Ultimamente, o SBT tem exibido uma campanha contra a homofobia diante de falas controversas de algumas de suas figuras. Patrícia Abravanel, que inclusive defendeu o direito de ser intolerante durante um programa ao vivo, foi atacada nas redes sociais e está em uma batalha judicial após ser acionada por suas declarações homofóbicas.

Veja também – Confira seis atores das novelas que foram forçados a saírem do armário e se assumirem gays

Porém, muito antes de todo este burburinho, o canal deu espaço a uma causa numa época em que ela era pouco discutida. Quando estava tentando emplacar suas novelas adultas, Iris Abravanel chocou muitos conservadores.

A mulher de Silvio Santos escalou para o remake de Vende-se um Véu de Noiva (2009) uma mulher transexual, a primeira em um elenco de novela no Brasil. Apesar de colocá-la para viver uma personagem considerada um estereótipo para pessoas nesta condição, o fato de ter uma trans numa novela do SBT repercutiu bastante.

Vende-se Um Véu de Noiva foi um remake adaptado por Iris Abravanel (Foto: Reprodução)

Isto foi muito antes de Ivana, personagem que se descobriu transgênero em A Força do Querer (2017), ou das temáticas do espectro LGBTQIA+ estarem em ênfase ou serem discutidas mais a fundo, como acontecem em novelas globais. É importante enfatizar que, antes de ser militante como é, a Globo costumava colocar personagens transexuais e/ou transgêneros nas novelas, mas sempre interpretados por homens ou mulheres cis.

Veja também – Ela chegou ao fundo do poço: Saiba o rumo surpreendente que a vida da atriz Giulia Gam tomou hoje em dia

Mesmo que discretamente, houve uma introdução ao assunto a qual, diga-se de passagem, não foi bem digerido por uma grande parcela de conservadores. Tanto é que, junto a esta participação considerada polêmica na época, coincidiu a rejeição à trama.

Íris Abravanel, autora de Chiquititas
Autora Iris Abravanel (Foto: Divulgação)

Considerada um verdadeiro fiasco de audiência, Vende-se um Véu de Noiva não caiu no gosto do público. Quanto a aparição da trans, foi em uma cena onde ela atuava vivendo uma personagem que era travesti.

Veja também – Censurada, novela das oito perdeu até pra Manchete e Globo determinou que ela jamais fosse reprisada

Tratava-se da atriz Fabianna Brazil, a qual comentou sobre a participação que fez na novela do SBT durante uma entrevista ao jornal carioca Extra em 12 de novembro de 2009.

Atriz Fabianna Brazil em cena de Vende-se um Véu de Noiva, do SBT (Foto: Divulgação)

“A emissora está quebrando barreiras ao exibir uma trans-atriz atuando em novela. A imagem do transexual está associada ao universo da prostituição. Mas existem trans que atuam em diversas profissões”, esclareceu Fabianna.

Veja também – Morte de autor com novela ainda no ar causou desespero e correria na Globo; saiba qual!

Numa das matérias sobre o assunto, vale destacar a abordagem problemática feita pelo jornal Folha de S. Paulo ao explicar para seus leitores o que é a transexualidade: “Fabianna interpretará […] uma ‘trans’ –termo para designar a pessoa que tem corpo de mulher, mas que mantém pênis e testículos e não gosta de ser chamado de travesti”.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *