Descubra o que Deodora fará para evitar que Tertúlio seja acusado de crime em Mar do Sertão

Deodora dá ideia a Tertúlio para livrá-lo de acusação criminosa
Deodora dá ideia a Tertúlio para livrá-lo de acusação criminosa (Foto: Reprodução)

Responsável pela utilização irregular de agrotóxicos em suas plantações, Tertúlio (José de Abreu) acabará ficando na mira das autoridades em razão do crime praticado que deixou várias pessoas de Canta Pedra doentes em Mar do Sertão. Sendo assim, Deodora (Debora Bloch) pensará em uma ideia de evitar com que o marido venha a ser acusado por isso na trama de Mario Teixeira.

Após José Mendes (Sergio Guizé) comprovar e entregar documentos que incriminam o coronel de ser o verdadeiro culpado pelo ocorrido, o veterano foi intimado a depor e, assim, explicar o motivo de estar usando pesticidas proibidos em suas propriedades. Dessa forma, a personagem de Debora Bloch não perderá mais tempo e, com isso, intervirá no assunto.

Veja também: resumo dos próximos capítulos de Mar do Sertão

Em cenas previstas para irem ao ar na próxima segunda-feira (07), a dondoca sugerirá ao marido para que ele jogue a culpa em Cirino (Théo Matos), depois que ela ouvir o seu empregado pedir ao patrão para o mesmo investir em mais agrotóxicos para as lavouras a fim de cessar com as pragas. Além disso, ela  também chegará a comunicar a Floro Borromeu (Leandro Daniel) que o culpado se entregará à polícia em breve.

Mudança de planos

Porém, o pai de Tertulinho (Renato Góes) se mostrará tenso com a dica dada pela esposa e, então, mudará de planos na última hora. Prova disso é que ele decidirá culpar Timbó (Enrique Diaz) pelo crime ambiental. Deodora, por sua vez, entrará na onda do amado e mandará para Eudoro Cidão (Érico Brás) uma reportagem sobre lavouras orgânicas da Fazenda Palmeiral na tentativa de limpar a imagem ruim da família.

Por último, a ricaça ainda terá a ousadia de fazer uma denúncia anônima a Floro Borromeu e incentivá-lo a ir até  casa de Timbó averiguar toda a situação. Vale destacar que o folhetim é escrito por Mário Teixeira, sob a direção geral de Pedro Brenelli e direção artística de Allan Fiterman.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.