Depois do assassinato de Daniella, Gloria Perez ainda enfrentou outra morte trágica de filho

A atriz Gloria Perez voltará ao ar em 2023 - Foto: Reprodução
Gloria Perez é uma das maiores autoras de novelas do Brasil (Foto: Divulgação)

Muito mais do que reviver um crime bárbaro, a nova série documental da HBO Max tem como objetivo mostrar a força de uma mãe sedenta por justiça. Gloria Perez tem grande destaque na produção, que fala sobre o assassinato de Daniella Perez.

Veja também – Por onde andam Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, acusados pela morte de Daniella Perez

A mãe da atriz global teve de enfrentar julgamentos equivocados, suposições e diversos outros eventos que acabaram por agravar o contexto chocante em que o ocorrido de Daniella estava inserido.

Mas, a dor de Gloria Perez não parou apenas com esta filha. Poucos sabem ou se lembram, mas uma outra situação envolvendo outro filho da autora global aconteceu anos após o episódio lamentável ocasionado pela dupla Guilherme de Pádua e Paula Thomaz.

Em novembro de 2002, morreu Rafael Perez. O rapaz tinha apenas 25 anos e era deficiente mental, portador de uma síndrome rara. Por alguns dias, ele precisou ficar internado na UTI do Hospital Santa Lúcia em Brasília, Distrito Federal, devido a problemas intestinais.

Veja também – Saiba por que a Globo não pode falar sobre o Caso Daniella Perez

O diagnóstico médico alegava torção intestinal, um tipo de bloqueio na passagem de fezes pelo intestino. É considerado um problema grave e pode ser tratado através de uma cirurgia. Os jornais da época noticiaram que o irmão de Daniella Perez passou por este procedimento médico.

Rafael e Gloria Perez (Foto: Divulgação)

No entanto, Rafael não resistiu devido o agravamento da infecção ocasionada pela torção. O filho caçula da autora global morreu na mesa de cirurgia. Com isto, ela tem apenas um de seus filhos vivos, o Rodrigo Perez que atualmente está com 50 anos.

Veja também – Com morte inesperada de Daniella Perez, rombo na programação fez série virar novela das oito às pressas

O sepultamento do rapaz de 25 anos aconteceu na capital federal, por dois motivos. O primeiro tem a ver com o fato de que Rafael Perez estava morando com o avô. O segundo motivo é abordado na série documental sobre o assassinato de Daniella Perez.

Em um dos relatos, Gloria diz que depois da morte de Daniella teve que conviver com invasões constantes no túmulo da família. A autora detalhou que, enquanto não retirou o corpo da atriz global do túmulo e guardou em um cofre localizado numa entidade religiosa, ela e seus familiares não tiveram paz.

Daniella e Rafael, filhos da autora Gloria Perez (Foto: Divulgação)

Ainda segundo os relatos presentes no penúltimo episódio de Pacto Brutal, o que aconteceu com Daniella é considerado uma obra ritualística, em que Guilherme e sua ex-mulher estariam mancomunados com um pacto diabólico.

Veja também – Família rejeitou: Veja o que tinha na carta psicografada de Daniella Perez

Depois de sepultada, supostos integrantes de uma seita passaram a fazer ameaças à família de Daniella Perez, avisando que retirariam os restos mortais da moça do túmulo. Em uma antiga entrevista para a Quem, Gloria descreveu como se sentia após ter convivido com tantos momentos difíceis.

Para a autora global, é “impossível viver a parte disso” e lhe resta apenas enfrentar e conviver diariamente “com essa dor”. Daniella, Rafael e Rodrigo foram fruto do relacionamento de Gloria Perez com o ex-marido, Luiz Carlos Saupiquet Perez.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.