Depois de novela global espírita, ateu convicto supostamente passou a acreditar em Deus

Cena da novela espírita da Globo, A Viagem (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias, não se falou de outra coisa, senão sobre o remake de A Viagem. A novela de Ivani Ribeiro teve, historicamente, duas versões conhecidas pelo público. A primeira em 1975 e a segunda em 1994.

Veja também – Autora escolhida para remake de A Viagem se pronuncia: Saiba o que ela disse

Esta última está mais viva na memória afetiva da audiência, naturalmente porque trata-se da versão mais recente. Com temática espírita, o folhetim aborda a história de Alexandre, um rapaz que não pensa no próximo e está pouco se importando com as consequências de seus atos.

Após promover uma morte chocante, o playboy passa a ser excomungado entre todos em seu entorno. Ninguém tem interesse em apoiá-lo, apenas a irmã mais velha Diná. Preso e sem nenhum rumo, Alexandre se mata e roga uma praga a todos que lhe viraram as costas.

Caberá aos traidores de Alexandre contarem com as interferências dele, vindas do além. As aparições sobrenaturais do vilão vão afetar todos e a novela retrata isto baseado no contexto espírita, de reencarnação e de almas.

Veja também – Morreu? Está doente? Saiba o motivo do sumiço do ator que fez o vilão Alexandre, em A Viagem

Uma das peças cruciais de A Viagem é o Dr. Alberto, interpretado pelo ator Cláudio Cavalcanti. Médico espiritualista, o homem auxilia a mãe de Alexandre a superar o luto. Com isto, há diversas cenas em que ele tenta fazer contato com o playboy na tentativa de atenuar os limites entre o além e o mundo real.

De acordo com diversas entrevistas e declarações públicas de Cláudio Cavalcanti, o ator se dizia ateu. Em uma entrevista dele ao jornal Folha de S. Paulo na época de sua participação em A Viagem, ele falou sobre o assunto.

Veja também – Além de A Viagem: Confira quais são os outros remakes que estão na mira da Globo

Essa conversa de Deus, pátria e família é motivo dos maiores crimes da história. Durante essa novela, eu aproveito para fingir que acredito em alguma coisa“, disse Cavalcanti.

Ex-global acredita na conversão de Cláudio Cavalcanti

Ao estar num dos maiores fenômenos da faixa das sete da Globo, o ator teria tido experiências mediúnicas reais. Quem relembrou foi a atriz Lucinha Lins, que contracenou com o ex-global.

Lucinha Lins e Cláudio Cavalcanti em A Viagem (Foto: Divulgação)

Durante uma entrevista para o The Noite com Danilo Gentili, Lins declarou: “Cláudio Cavalcanti, por exemplo, que fazia meu par romântico na novela, era super ateu. Pra mim é bobagem. Não ficou assim quando acabou a novela, não“.

Veja também – Remake de A Viagem na Globo: Tudo o que sabemos até agora

A atriz vivia a personagem Estela em A Viagem e lembra muito bem que o fato de Cláudio Cavalcanti ter interpretado o Dr. Alberto lhe causou uma conversão: “Teve alguma coisa ali que mudou nele, de ele dizer que estava lendo e querendo saber das coisas“. “Fagundes também ria um pouco disso, mas tinha um respeito que foi acontecendo no meio disso tudo. Teve umas coisas bonitas ali“, afirmou Lucinha Lins.

Cláudio Cavalcanti nunca admitiu ter se convertido

Cavalcanti faleceu em 2013 e, após A Viagem, nunca afirmou publicamente que mudou seu posicionamento religioso. A única declaração referente a religião foi no jornal O Globo, no mesmo ano de sua morte, quando o ator disse que pessoas acreditavam em sua espiritualidade por conta de A Viagem.

Na Globo, ‘Irmãos Coragem’ foi um marco extraordinário. Destaco ainda ‘Roque Santeiro’ e ‘A Viagem’. Até hoje as pessoas pensam que sou espírita por causa dessa trama“, esclareceu Cavalcanti.

Cláudio Cavalcanti interpretou um médico espiritualista em A Viagem (Foto: Divulgação)

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.