Conheça quais foram as dez trilhas sonoras de novelas de maior sucesso do século XX

As trilhas sonoras de novelas eram um sucesso (Foto: Divulgação)

O ano de 2021 ficou marcado por muitas mudanças e, no que se refere as produções de novelas, representou uma era. Os famosos álbuns com as trilhas sonoras das novelas tiveram sua produção encerrada a partir de 2021.

Veja também – Fenômeno da década de 90, novela das sete é até hoje proibida de ter reprise na Globo e segredo vem à tona

Os últimos lançamentos foram Amor de Mãe volume 2 e Salve-se Quem Puder. De agora em diante, será adotado oficialmente a versão digital das trilhas, com atenções voltadas às plataformas de áudio.

Seja através de CD, dos discos de vinil ou LPs, estes álbuns chegaram a serem colecionados por muitas gerações. Separamos as 10 trilhas sonoras que fizeram maior sucesso no século passado em uma lista. Veja a seguir:

Roque Santeiro

A vendagem do disco de Roque Santeiro (1986) foi tão grande que chegou a ser lançada uma segunda versão, a qual inclusive não conseguiu repetir o sucesso. O álbum Roque Santeiro nacional – volume 1 teve trilhas como Sem Pecado e Sem Juízo de Baby Consuelo, Dona de Roupa Nova e De Volta Pro Aconchego de Elba Ramalho.

Capa dos LPs de Roque Santeiro (Foto: Divulgação)

Neste caso em específico, não houve a versão internacional do álbum. Este volume 1 do disco quase bateu 1 milhão de cópias vendidas. Somando com as vendas do volume 2, este número foi ultrapassado facilmente.

Veja também – Cuidado com o chifre: relembre as traições mais marcantes das novelas

O Salvador da Pátria

Quem nunca ouviu falar no emblemático personagem Sassá Mutema, vivido pelo grandioso Lima Duarte? Deve ser por isto que O Salvador da Pátria (1989) foi a segunda trilha mais vendida da história das novelas no século XX, com 1.463.543 cópias.

O número de cópias vendidas de O Salvador da Pátria – Internacional é expressivo (Foto: Divulgação)

Caso isto seja somado as cópias de O Salvador da Pátria – Nacional, este número facilmente passa da casa dos 2 milhões. Bem que se Quis, sucesso nas paradas de 89, na voz de Marisa Monte, provavelmente foi a responsável por lançá-la nacionalmente ao participar do disco.

Veja também – Cinco novelas brasileiras que ganharam remake mexicano

Dancin’ Days

Novela que é pura música, Dancin’ Days (1978) não poderia deixar de fazer parte desse ranking. As 14 faixas do álbum Dancin’ Days Internacional levaram os vendedores de discos provavelmente a loucura com tamanho interesse pelo produto.

Dancin’ Days marcou uma geração, tanto por sua história, quanto pela sua trilha sonora (Foto: Divulgação)

A venda do disco da novela com os hits estrangeiros chegou a 1 milhão, 371 mil e 21 cópias, numa época a qual o gênero dançante era explorado de maneira que as músicas tocadas na novela eram as mesmas que estavam nas boates.

Veja também – Destaque em Da Cor do Pecado, atriz abandona carreira e rejeita retorno às novelas; saiba quem!

Selva de Pedra

Aos meados dos anos 80, Selva de Pedra (1986) esteve lançando no Brasil alguns talentos os quais até hoje são conhecidos. Tim Moore foi um deles, que teve o hit Yes na novela e era um fenômeno total entre os jovens daquela geração.

A trilha sonora do remake de Selva de Pedra foi um sucesso de vendas (Foto: Divulgação)

A Globo recebeu Moore para se apresentar em diversos programas como, por exemplo, o Globo de Ouro. Foram vendidas 949.362 cópias do Selva de Pedra – Internacional, enquanto o Nacional bateu a marca de 359.052 cópias.

Veja também – Televisa do Brasil? Confira cinco novelas da Globo que pareceram um dramalhão mexicano

Hipertensão

Também de 1986, Hipertensão foi uma novela que contou com músicas polêmicas. As letras da trilha sonora tinham elementos um pouco pesados para os mais conservadores e a ousadia das faixas do álbum parecem ter sido cruciais para o sucesso de vendas.

Hipertensão foi uma novela exibida em 1986 (Foto: Divulgação)

Foram quase 1 milhão de cópias do disco Hipertensão – Internacional, número surpreendente para uma trilha sonora de uma novela da faixa das sete, que não costumava ter vendas expressivas quanto os discos das novelas das nove.

Veja também – Cinco estratégias da Record que detonaram a Globo e atingiram a liderança

Roda de Fogo

Outro exemplo de vendagem que ultrapassou os 1 milhão de cópias, Roda de Fogo (1986) foi a responsável por lançar um dos hits mais conhecidos do cantor Ritchie: Transas. Talvez, quem procurava o Roda de Fogo – Nacional era provavelmente em busca de ouvir esta faixa.

Roda de Fogo fez sucesso na TV e nas paradas de sucesso, com sua trilha sonora (Foto: Divulgação)

Outros artistas mais nanicos da época como, por exemplo, Capital Inicial e Paralamas do Sucesso também foram catapultados por estarem na trilha sonora do folhetim global. Apesar disto, o disco internacional teve mais que o dobro de cópias vendidas do que o nacional: 1.151.075 ante 469.027.

Veja também – Os casos mais polêmicos de ex-atores da Record que saíram falando mal da emissora

O Outro

Após o sucesso na venda discos em 86, no ano de 1987 estes números seguiram expressivos. Malu Mader é a estrela principal da novela, além de estampar também a capa do álbum de trilha sonora.

Malu Mader estampava a capa do álbum de O Outro (Foto: Divulgação)

Francisco Cuoco também protagonizava O Outro, que contou com 1.164.299 milhões de cópias vendidas do disco O Outro – Internacional. Entre as faixas presentes, estavam as vozes de Pretenders, Bad Company e Eurythmics.

Veja também – Cinco apostas erradas que o SBT fez e se arrepende amargamente

Mandala

Conhecida por ser um dos últimos trabalhos do nosso saudoso Dias Gomes, o novelista entregou uma novela de sucesso, mas com diversas polêmicas nos bastidores. Entretanto, o título foi marcante em diversos aspectos, inclusive em sua trilha sonora.

Verso do álbum de Mandala (Foto: Divulgação)

Podemos considerá-la como mais um caso de novela que emplacou um hit nas paradas de sucesso. Até porque, quem não se lembra da deusa reverenciada por Rosana em O Amor e o Poder? Muito disso se deve às 542.948 cópias do álbum Mandala – Nacional, em que a faixa esteve presente.

Veja também – Desempregado, ator de Malhação passa por dificuldades e recorre a auxílio do governo para sobreviver

O Rei do Gado

Momento em que as vendas de CD já ultrapassavam facilmente as de discos de vinis, O Rei do Gado (1997) chegou a uma marca histórica. Foi um dos álbuns mais vendidos da época, atingindo a vendagem de 2 milhões de cópias no O Rei do Gado – Volume 1.

Volume 1 e 2 do CD de O Rei do Gado (Foto: Divulgação)

Caso seja somado com as cópias de O Rei do Gado – Volume 2, provavelmente a novela tem uma trilhas sonoras com maior volume de vendas, isto porque faltaria muito pouco para chegar a marca dos 3 milhões.

Veja também – Quatro novelas que viraram o jogo e conseguiram superar o fracasso

Vale Tudo

Para fazer o sucesso que chegou a ter na TV, não é de se estranhar que Vale Tudo (1988) tenha registrado tamanho número de cópias vendidas em sua trilha sonora. O disco internacional, com Cássio Gabus Mendes e Lídia Brondi na capa, fez um sucesso incomparavelmente estrondoso em comparação com o nacional.

Antônio Fagundes estampava o álbum de Vale Tudo – Nacional (Foto: Divulgação)

Enquanto o disco nacional chegou as 182.599 cópias vendidas, Vale Tudo – Internacional por muito pouco não bateu a marca das 1.443.154 cópias, algo que se for convertido para cifrões, deve ser bastante expressivo.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *