Conheça cinco remakes que o SBT provavelmente se arrependeu de ter feito

Protagonistas de Corações Feridos (Foto: Divulgação)

A frase de Chacrinha sobre as cópias que a TV brasileira normalmente faz é cansativamente repetida, porém é um fato. Na falta de criatividade e diante da pressa para faturar, muitas vezes as emissoras não contam com tempo para criar e abusam dos remakes.

Veja também – Três novelas infantis do SBT que foram um fiasco de audiência

Assim como acontece na líder de audiência, com o SBT não foi diferente. Em diversos casos, novelas estrangeiras e até mesmo brasileiras estiveram sendo repaginadas e relançadas em novas versões. Foi assim com Éramos Seis (1994), também com Carrossel (2012) e continuará desta maneira com Poliana Moça, que estreará em 2022.

Nestes casos, o sucesso foi garantido. Porém, o SBT provou do gosto amargo do arrependimento em algumas situações. Veja quais foram:

Jerônimo

A produção feita pelo SBT baseada na obra homônima do autor Weltman recebeu grande investimento na época e é um remake de Jerônimo, o Herói do Sertão, série de sucesso feita pela TV Tupi na década de 70. Porém, estes bons índices não se repetiram com o remake do SBT.

Veja também – Descubra quais são as três novelas proibidas de serem reprisadas pelo SBT

Jerônimo foi uma novela do SBT na década de 80 (Foto: Divulgação)

A trama recebeu de Chispita os índices em alta e, logo na primeira semana, os derrubou em cerca de 30%. Encerrou com média de 6.61, demonstrando um fracasso. A novela ganhou chance na grade da emissora por outras duas vezes e, ainda assim, não empolgou.

Pequena Travessa

O remake de Mi Pequeña Traviesa, de Abel Santa Cruz, produzida pela Televisa em 1997, não foi um grande fracasso. Ainda assim, a ideia era que a novela aumentasse os índices, o que não aconteceu. Porém, percebeu-se que a trama teve uma certa estabilidade de audiência, o que faz com que ela não figure entre os fiascos.

Veja também – Quatro novelas de sucesso que o SBT (estranhamente) nunca quis reprisar

Logomarca de Pequena Travessa, do SBT (Foto: Divulgação)

Ainda assim, a meta para Pequena Travessa (2002) era de superar a casa dos 15 pontos, diante do elenco de peso com nomes como Bianca Rinaldi, Ana Cecília Costa, Rachel Ripani, Tânia Bondezan e Rodrigo Veronese, e uma abertura cantada por Rouge, grupo que era recordista das paradas musicais na época em que a novela teve exibição. Ao fim de sua exibição, Pequena Travessa conseguiu média de 13.8 pontos.

Amigas e Rivais

Neste caso, além de ganhar reprises por outras vezes, Amigas e Rivais (2007) é um exemplo curioso. Isto porque, em sua primeira exibição, teve de ser picotada e perder diversos capítulos à pedido de Silvio Santos, vendo o péssimo desempenho de sua novela. O remake da mexicana Amigas y Rivales só teve boa audiência quando foi reprisada.

Veja também – O SBT que se cuide: as três vezes em que a Televisa fechou acordos com a concorrência

Elenco de Amigas e Rivais (Foto: Divulgação)

Além de ter se saído bem, a reprise da novela no ano de 2011 teve o dobro de audiência da exibição original (3 pontos de média na exibição original e 5.6 na reprise), algo considerado inédito entre todas as audiências de reprises da TV brasileira.

Uma Rosa com Amor

Adaptada por Tiago Santiago, Uma Rosa com Amor teve em seu elenco nada mais, nada menos do que nomes como Betty Faria, Jussara Freire, Paulo Goulart Filho e dentre muitos outros. A ideia era que a novela repetisse o sucesso da trama homônima feita pela Globo no início da década de 70.

Veja também – Fernando Colunga é gay? Cinco fatos sobre a vida pessoal do astro das novelas mexicanas

Betty Faria estrelava Uma Rosa com Amor (Foto: Reprodução)

A fórmula não pegou e, na primeira semana, Uma Rosa com Amor já demonstrava sinais de fragilidade. Pegou um impulso por meados da terceira semana, o que garantiu uma estabilidade. Na reta final, deu uma reagida, mas o percurso geral não permitiu que a novela atingisse ou superasse sua meta de 8 pontos, tendo encerrado com 6 pontos.

Corações Feridos

Na lista entre as piores audiências da história da dramaturgia do SBT, Corações Feridos foi um remake da mexicana A Mentira, exibida no Brasil pelo próprio canal e tendo sua última reprise sido exibida em 2016. Além de ser rejeitada pelo público, os críticos de TV endossavam na época a enrascada em que Silvio Santos entrou ao investir neste folhetim.

Veja também – Conheça as diferenças entre a versão original e o remake de A Usurpadora

Corações Feridos foi exibida pelo SBT em 2012 (Foto: Reprodução)

Sendo assim, teve a quantidade de capítulos reduzida para 93 e antecedeu Carrossel, que mais do que triplicou os índices. Para que se tenha noção do fiasco, além de nunca ser reprisada, Corações Feridos chegou a média geral de míseros 4.63 pontos.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *