Com imagens em qualidade precária, novela das nove precisou ser regravada às pressas

Alinne Moraes e Dalton Vigh em Duas Caras (Foto: Divulgação)

Parece que foi ontem, mas estamos prestes a completar 15 anos que a TV brasileira embarcou na era da alta definição. Os primeiros anos foram de muitas adaptações, especialmente para a líder de audiência. A Globo encontrou dificuldades com uma novela das nove devido estas mudanças, o que forçou os executivos a regravarem várias cenas.

Veja também – Vilã de O Rei do Gado odiou papel e usou imprensa para alfinetar autor: “Horrível”

Cabe a Duas Caras o título de primeira telenovela em HD exibida pela Globo, em uma época onde praticamente ninguém sabia ao certo do que se tratava esta tecnologia. A única coisa que se comentava era o fato de que estava chegando “uma nova era, com som e imagem com qualidade de cinema”.

Internamente em meados da emissora carioca, houve um impasse relatado por diversos jornais da época. A edição do jornal Folha de S. Paulo em setembro de 2007 noticiava que, um mês antes da estreia agendada para Duas Caras, várias cenas precisaram serem gravadas.

O motivo era o enquadramento das câmeras, incorreto para os padrões de alta definição. Diante do costume em gravar apenas no formato 3:4, os profissionais envolvidos nas produções precisaram rever várias cenas e regravá-las à tempo da estreia.

Veja também – Após fedentina no estúdio, protagonista de novela das seis ganhou inimizades por conta de mau-cheiro

Dosou-se mais no zoom que era comum para gravações em 3:4, o que deu lugar a imagens em planos mais amplos, mostrando mais espaços e dando uma possibilidade maior para o telespectador ver maiores detalhes nas cenas.

Cena emblemática de Duas Caras (Foto: Divulgação)

Com o HD, as gravações em formato 16:9 (ou widescreen) viraram regra nas emissoras de TV. Este padrão sempre foi adotado pelos cinemas, por isto a comparação constante do HD com a sétima arte.

Veja também – Desempregado, ex-galã global virou vendedor de hambúrguer: “Saudade de um Brasil que não existe mais”

Ao mesmo tempo, a nova era da TV digital no Brasil trouxe também mudanças na transmissão. Até hoje, ainda há cidades com o antigo sistema analógico. O antigo sistema tinha chiados e interferências que não existem em canais HD.

A implantação da TV digital no Brasil tem sido lenta. Apenas no Governo Bolsonaro em 04 de maio de 2021, foi instituído um protocolo para a conclusão de todo o processo de transição da TV analógica para a digital através do programa Digitaliza Brasil. Até o ano que vem, todas as cidades do país devem estar 100% em HD.

Os primórdios da transição

Apesar da correria para proporcionar o novo recurso aos telespectadores, Duas Caras pôde ser acompanhada em HD apenas por uma pequena parcela da população que dispunha dos recursos necessários para assistir imagens em alta definição.

As opções de conteúdos em HD eram poucas, uma vez que inicialmente as outras emissoras de TV exibiam apenas produções estrangeiras nesta tecnologia. Afinal, o HDTV existe nos Estados Unidos desde os anos 90.

Veja também – Inusitado: Saiba qual ex-ator mirim de Carrossel tem tatuagem íntima em homenagem à novela

No Brasil, mesmo com o caso da novela Duas Caras, foram raros os lugares que puderam acompanhar os capítulos em HD. Da estreia até meados de dezembro, todos os telespectadores do Brasil ainda assistiram a trama em analógico.

Por estar pronta para exibição dentro dos novos padrões de qualidade, assim que o sistema foi ativado em uma cerimônia no dia 02 de dezembro de 2007 com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Duas Caras pôde ser vista em HD. A novela está disponível na íntegra pelo Globoplay.

Cerimônia de inauguração da TV digital no Brasil (Foto: Divulgação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.