Chefão da Record confronta filha do bispo e se dá mal: Veja cinco novelistas que contrariaram a poderosa e foram demitidos

Cristiane Cardoso é a responsável por chefiar a teledramaturgia da Record (Foto: Divulgação)

Uma postura de mulher poderosa acaba surpreendendo a muitos, principalmente em meio a uma sociedade machista. No caso de Cristiane Cardoso, este incômodo que muitos têm sobre ela vem em dose dupla por se tratar da filha do dono da Record.

Veja também – Tela Crente? Três novelas da Record que foram prejudicadas por interferências da igreja

Segundo profissionais que já trabalharam ao lado da protegida de Edir Macedo, ela tem um perfil autoritário e não permite dialogar. Apenas a sua visão é válida e diversos autores tornaram públicas estas situações.

Nas últimas horas, foi repercutida a demissão de um dos maiores nomes da Record. O chefão Walter Zagari, responsável pelo setor Comercial, teria ido confrontar Cristiane sobre a falta de organização do setor de dramaturgia, chefiado por ela.

Veja também – Haja dinheiro: confira o ranking das novelas mais caras feitas pela Record

Assim, teria se iniciado um processo de fritação, famosa nomenclatura dada para alguém em que sua demissão é certeira após um mal-estar. Mas, teve os casos de autores de novelas que foram parar no olho da rua após fazerem o mesmo que Zagari. Veja:

Camilo Pellegrini

Em um processo de doutrinação que teria sido iniciado internamente, Camilo Pellegrini não se converteu e acabou perdendo o emprego. Mesmo tendo um desempenho exitoso, segundo a jornalista Patrícia Kogut, ele só ficava na Record se virasse evangélico. Como não cumpriu a ordem, o escritor recebeu a carta de desligamento.

Camilo Pellegrini novela Gênesis
Camilo Pellegrini um dos autores da novela Gênesis (Foto: Divulgação)

Pellegrini foi responsável por trabalhos como Bicho do Mato (2006), Vidas em Jogo (2011) e Escrava Mãe (2016). Segundo o jornalista Daniel Castro, seu apelido internamente era “pega-bucha”, porque todos os problemas eram resolvidos pelo autor.

Veja também – Incêndio destruiu estúdios da Record e fez a emissora perder todo seu arquivo de novelas

Paula Richard

Também nesse processo de doutrinação rejeitado, Paula Richard ficou de fora da folha de funcionários. Em seu caso, a Record resolveu abrir mão do talento da autora que foi o braço esquerdo de Marcílio Moraes em Vidas Opostas (2006).

Escritora Paula Richard (Foto: Divulgação)

De acordo com Kogut, Richard estava desenvolvendo um belo trabalho sobre a vida de Paulo de Tarso, apóstolo conhecido da Igreja Católica. Mas, em meio a esta evangelização, compreenderam que a proposta da escritora não seria mais do interesse da emissora.

Veja também – Confira a quais novelas a Record atribui os maiores fracassos da sua história

Renato Modesto

O autor de Terra Prometida, novela de sucesso exibida pela Record, quis mudar os rumos. Cansado de estar apenas em temáticas bíblicas, teria solicitado para a Record escrever uma obra contemporânea e espírita. Recebeu a afirmativa por parte da emissora e, depois de entregar o trabalho ele foi demitido. Coincidentemente nesta mesma época, Cristiane distribuía ordens instituindo tramas de temáticas exclusivamente evangélicas.

Renato Modesto escreveu A Terra Prometida (Foto: Divulgação)

Em entrevista para o Notícias da TV, Modesto desabafou: “[…] o que me deixou chateado foi que me disseram que renovariam o contrato, estavam muito satisfeitos, que eu podia ficar tranquilo. E não foi o que aconteceu”. Em seguida, ele aproveitou a demissão para revelar que realmente haviam as constantes interferências no setor de dramaturgia: “[…] compreendo que eles têm também objetivos ideológicos. Mas é claro que, como autor, prefiro mil vezes trabalhar livremente. Se estivessem colocando no ar os roteiros do jeito que estão escritos, ficaria melhor ainda […] A Globo respeita mais”.

Veja também – Antes de morte súbita aos 72 anos, atriz teve grande mágoa com a mãe por ser duramente criticada; saiba o motivo

Carlos Lombardi

Responsável por grandes trabalhos na Globo, Carlos Lombardi foi parar na Record e conseguiu emplacar um trabalho não-bíblico antes que Cristiane Cardoso tomasse de conta do setor de dramaturgia. Após as ordens da filha do bispo, só ficava quem cumprisse a regra.

Autor Carlos Lombardi (Foto: Divulgação)

Foi o caso inclusive dos últimos autores citados nesta matéria e Lombardi não seguiu a cartilha de Cardoso. Assim, foi demitido. Apesar disto, em entrevista para Maurício Stycer, Lombardi negou ter ficado chateado com a dispensa: “Nos separamos de forma educada”.

Veja também – Chama o Ratinho pra resolver? Cinco novelas que bombaram com revelações de teste de DNA

Gustavo Reiz

Mas, diferentemente de Lombardi, Gustavo Reiz não torceu o braço e manteve sua postura. O autor rejeitou as interferências de Cristiane Cardoso nas primeiras etapas da produção de Gênesis (2019) e, com isto, achou melhor pedir demissão do que se ver coagido.

Gustavo Reiz pode não estrear na Globo - Foto: Reprodução
Gustavo Reiz foi parar na Globo depois de não se sentir valorizado na Record (Foto: Divulgação)

Segundo o NaTelinha, Reiz foi reclamar da questão e tentar resolvê-la sem chegar a este ponto de pedir para sair. Porém, sem acordo, o autor saiu pela porta de frente e não olhou mais para trás, inclusive indo direto para a Globo e, por lá, foi imediatamente contratado.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *