Cara e Coragem ganha novo autor: Veja cinco fiascos que a Globo precisou intervir

Danilo fica na mira de Pat e Moa
Danilo, Pat e Moa em cena de Cara e Coragem (Foto: Reprodução)

Com a ascensão dos streamings, tem se tornado cada vez mais comum os fiascos de produções na TV aberta. Raramente, como está sendo o caso do remake de Pantanal, um folhetim alcança o sucesso. Ainda assim, não chega a alcançar os números de antes.

Veja também – Cabeleireira foi humilhada e resolveu expor sexualidade de estrela global: “Soltei a franga dela”

No entanto, apesar de alguns casos registrarem uma queda na aceitação, não há uma rejeição como Cara e Coragem vem registrando. A sorte da novela está no fato de que ela está sendo exibida entre dois carros-chefes do horário nobre: o telejornal local e o Jornal Nacional.

Caso contrário, a situação estaria muito pior. Ainda assim, conforme noticiou o colunista Gabriel Vaquer recentemente, um a cada dez telespectadores estão trocando de canal quando a novela das sete entra no ar.

Veja também – Novela da Globo tentou unir dois grandes autores e criou intriga histórica

Para dar um jeito na situação delicada, a Globo interviu e convocou um reforço. Wendell Bendelack passa a integrar a equipe da autora principal Claudia Souto. O escritor trabalhou com ela em Pega Pega (2017) e é casado com o ator Rodrigo Fagundes, que faz parte do elenco de Cara e Coragem.

Com a intervenção promovida pela Globo na atual novela das sete, relembre outros casos parecidos em que os chefões resolveram assumir as rédeas para evitar que algo pior acontecesse:

Deus Salve o Rei

Os primeiros capítulos de Deus Salve o Rei (2018) expulsaram o público fiel de Pega Pega, antecessora da faixa. A novela chegou a bater vários recordes negativos, em meio as críticas de que o enredo era muito rebuscado e a novela era muito séria para uma faixa tradicionalmente cômica.

Afonso (Romulo Estrela) e Amália (Marina Ruy Barbosa) em Deus Salve o Rei (Foto: Divulgação: Artur Meninea)
Afonso (Romulo Estrela) e Amália (Marina Ruy Barbosa) em Deus Salve o Rei (Foto: Divulgação: Artur Meninea)

Foi então que os núcleos de humor passaram a ganhar maior destaque, com a presença de Tatá Werneck tendo aumentado consideravelmente. Chegou-se a noticiar que 12 capítulos foram reescritos, a mando de Ricardo Linhares. O autor foi convocado para supervisionar os textos de Daniel Adjafre.

Veja também – Enterrado vivo? Ator global morto causou pânico após notícia de que teria ressuscitado no caixão

Esperança

Pensada originalmente como uma continuação de Terra Nostra (1999), Esperança foi ao ar em 2002 e trata-se de um dos únicos fiascos do consagrado autor Benedito Ruy Barbosa. Ele teria adoecido com as críticas negativas direcionadas à novela.

Bastidores de Esperança, na Globo (Foto: Divulgação)

Quando chegou ao 149° capítulo, os problemas começaram a aflorarem em um ponto crítico, com Benedito passando a entregar os capítulos às vésperas das gravações. A Globo sugeriu colocar alguém para ajudá-lo e Benedito Ruy Barbosa se recusou a dividir a autoria. Com o impasse, a emissora carioca o-retirou da novela e colocou Walcyr Carrasco e Thelma Guedes no lugar.

Veja também – Saiba qual novela passou por um vexame tão grande que a Globo apagou as fitas do arquivo

As Três Marias

Exibida em 1981 na faixa das seis, As Três Marias é inspirada em uma obra da escritora Rachel de Queiroz. A novela foi originalmente criada por Wilson Rocha, que teve uma briga forte nos bastidores com o diretor Herval Rossano. Ao mesmo tempo, a trama estava sofrendo com a baixa audiência.

Protagonistas de As Três Marias, na Globo (Foto: Divulgação)

O desentendimento foi parar no RH e o autor teria decretado que ele só permaneceria caso o diretor saísse. Sem solução, a resolução do imbróglio ocorreu com a saída de Rocha. Walther Negrão o-substituiu e teve a sorte de obter êxito com sua missão de salvar a novela.

Veja também – Ex-atriz global fala pela primeira vez sobre tragédia na família: “Estouraram a cabeça do meu pai”

Bang Bang

Os mais beatos costumam dizer que causa azar insistir naquilo que está dando errado por repetidas vezes. Porém, ao desconsiderar este dito popular, a Globo caiu em uma das maiores ciladas de sua história. Bang Bang (2005) foi criada na década de 80 e as emissoras de TV desistiram da novela em várias ocasiões.

Fernanda Lima estrelava Bang Bang (Foto: Divulgação)

Quando finalmente foi concebida, aconteceu uma maré de problemas em Bang Bang. O autor Mario Prata não conseguiu conduzir a novela e a Globo o-retirou às pressas. A justificativa dada foi um grave problema de saúde. Carlos Lombardi o-substituiu, mas não obteve êxito em sua missão.

Veja também – A quizila acabou: Entenda a maldição que a Globo quebra com o fim de Malhação

A Lei do Amor

Conhecida por ter sido a última novela de José Mayer antes do turbilhão de polêmicas envolvendo as acusações de assédio sexual, A Lei do Amor (2017) ficou marcada pela falta de audiência. Apesar do elenco de peso e uma boa história, não caiu no gosto do público.

A Lei do Amor foi ao ar na Globo entre 2016 e 2017 (Foto: Divulgação/Globo)

Na época em que foi exibida, a novela teve o segundo pior desempenho da faixa das nove e os recordes negativos eram comuns. Foi assim que, novamente, Ricardo Linhares esteve sendo convocado para salvar uma novela. Ele passou a revisar os textos de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.