Candoca solta bomba contra poderosos, causa tsunami em Canta Pedra e sofre sérias consequências

Candoca em Mar do Sertão. (Foto: reprodução)

Mais uma vez, em Mar do Sertão, uma atitude de Candoca (Isadora Cruz) causará um verdadeiro reboliço em Canta Pedra, mas dessa vez, a protagonista terá como alvo os poderosos da cidade, o que a fará ter sérias consequências.

Acontece que a mocinha usará um artigo de jornal para soltar a língua contra os poderosos, que ficarão revoltados com a audácia da médica. Tertúlio (José de Abreu) chegará a ameaçá-la de morte, enquanto o delegado Floro Borromeu (Carlos Daniel) encherá os ouvidos do soldado Venâncio (Hugo Germano). Sabá Bodó (Welder Rodrigues), por sua vez, ficará tão em choque que chegará a desmaiar.

Candoca, no entanto, ainda terá um apoio de peso: Jessilaine (Giovanna Figueiredo). A prefeita da cidade decidirá ficar ao lado da médica e protegê-la da fúria dos poderosos, mandando prender por desacato todos aqueles que ficarem contra o artigo. Ela ainda chegará a romper com o próprio pai e anunciar que irá concorrer contra ele nas próximas eleições.

Artigo de Candoca terá consequências

Porém, isso fará com que a própria Jessilaine sofra consequências. Os poderosos acabarão dando um jeito de tirá-la do posto de prefeita e colocar Floro Borromeu no cargo de interino. O primeiro ato do vilão será justamente libertar os poderosos que estavam na cadeia e nomeará Venâncio para assumir o posto de delegado.

Veja também: resumo dos próximos capítulos de Mar do Sertão

Agora, sem nenhum tipo de proteção, Candoca perderá o emprego no posto de saúde. Para piorar a situação, o texto publicado pela mulher acabará atrapalhando o seu próprio relacionamento com José (Sérgio Guizé). Acontece que o protagonista não gostará muito do fato da noiva ter mencionado a JM/Chaddad no artigo.

O folhetim é escrito por Mario Teixeira, sob a direção geral de Pedro Brenelli e direção artística de Allan Fiterman. Nos papeis principais, a novela das seis conta com Isadora CruzSergio GuizéRenato Góes, Cyria Coentro, Débora Bloch, José de Abreu, Giovana Cordeiro e Enrique Díaz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.