Briga entre diretores levou novela ao fundo do poço e autor desabafou: “Fiquei no meio do tiroteio”

Protagonistas de O Amor Está no Ar (Foto: Divulgação)

Muita gente já deve ter ouvido falar na expressão popular “estar que nem cego perdido no tiroteio”. Talvez, essa frase defina de maneira fidedigna a situação em que se encontrou esta novela. Exibida antecedendo o sucesso Anjo Mau, O Amor Está no Ar não caiu no gosto do público.

Veja também – Com graves problemas, atriz esperou fim de trabalho na Globo para tomar decisão trágica

Mas, não foi por falta de esforço do autor que esta novela não encontrou uma solução. Ele tinha ao seu lado grandes nomes como, por exemplo, Silvio de Abreu. Nem mesmo a intervenção do mestre foi o suficiente para Alcides Nogueira resolvesse esta dor de cabeça que teve.

As maiores reclamações foram com relação ao trio de protagonistas, vivido pelos atores Betty Lago, Natália Lage e Rodrigo Santoro. Para que se tenha uma ideia, até extraterrestres foram colocados para que a novela reagisse.

Sem solução, restou a trama amargar o fundo do poço com média de 26 pontos. Se este número fosse hoje, seria um recorde. Mas, para a realidade daquela época, foi um fiasco. Parte da culpa foi jogada para uma briga de egos entre o diretor de núcleo e o diretor geral.

Veja também – Nova novela do SBT promete reviver polêmica de 20 anos atrás envolvendo protagonista

“A trama era bacana, o Silvio de Abreu era o meu supervisor… Mas houve um miscasting horrendo! Ao lado de atores e atrizes que “vestiam” com perfeição os personagens […] havia nomes que não tinham nada a ver… e que foram impostos sem que eu ou o Silvio pudéssemos fazer nada”, disse Alcides.

Logo de O Amor Está no Ar (Foto: Divulgação)

“Fora isso, houve um desentendimento sério entre Wolf Maya [diretor do núcleo] e Ignácio Coqueiro [diretor geral], e a coisa respingou na novela. Eu adoro os dois, mas fiquei no meio do tiroteio!”, relembrou o autor que até hoje leva em sua bagagem este resultado aquém do esperado para uma faixa das seis.

Veja também – Tragédia no meio das gravações impediu que ator continuasse a viver vilão em novela

De acordo com informações de Nilson Xavier, o único sucesso ao qual O Amor Está no Ar conseguiu registrar foi com a abertura. A música tinha sido lançada em 1977, mas voltou às paradas de sucesso naquela ocasião ao fazer parte da trilha da novela.

Fora o caso da música, a Globo quer esquecer a existência de O Amor Está no Ar. No que depender dos executivos da própria emissora carioca ou dos responsáveis pelo Canal Viva, o folhetim vai continuar muito bem guardado em meados do Cedoc (nome dado aos arquivos da Globo).

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *