Autor comemora sucesso de Essas Mulheres e lamenta falta de oportunidade na Record

Autor comemora sucesso de Essas Mulheres e lamenta falta de oportunidade na Record

Essas Mulheres
Foto: Divulgação/Record TV

O autor Marcílio Moraes, ex-Globo, ainda está na Record, onde escreveu obras como “Essas Mulheres” (2005), “Vidas Opostas” (2006) e “Ribeirão do Tempo” (2010) – e três séries – “A Lei e o Crime” (2009), “Fora de Controle” (2012) e “Plano Alto” (2014).

E em rede social, ao conversar com seguidores, o veterano soltou o verbo sobre a novela Essas Mulheres, atualmente no ar no canal de Edir Macedo. “Um trabalho que se sustentou no texto. Só para citar um exemplo: não tínhamos externas”.

E acrescentou: “Para ser boa, uma novela não precisa mais do que dramaturgia sofisticada, bons atores e boa direção. Grandes produções nada significam. Infelizmente, a TV Record não me dá mais espaço, embora me mantenha sob contrato”.

A uma leitora que disse “Que a Record abra os olhos, né?”,ele respondeu: “O bolso eles abrem, me mantendo sob contrato, aliás, muito bom. Abrir os olhos deve ser mais difícil. Ahahahah”.

Outro leitor observou: “É um desperdício você fora da teledramaturgia. Enquanto isso, a Record se afoga nas cansadas adaptações bíblicas.” Marcílio respondeu: “Me pagam regiamente para que eu fique assistindo as reprises das minhas próprias novelas”.

Veja também: Topíssima: elenco completo da nova novela da Record é divulgado; veja

“O que está havendo com a cabeça do povo da Record que não gravam novela e nem seriado seu?”, perguntou outro fã. “Tem que perguntar para eles, que me pagam muito bem e não usam o meu trabalho”, respondeu. Irônico, Marcílio disse à leitora que quis saber por que não escreve mais: “Acho que gostam mais de me pagar do que me ver trabalhando. Ahahah” .

Outro disse: “Meu amigo, também não entendo. O que acontece?” E o novelista fez piada: “Lembra daquela expressão: pergunta pro Bispo? É o caso. Ahahahah”.

E acrescentou: “O problema da Record é que não há planejamento, nem consistência nas decisões. A Record poderia perfeitamente estar hoje no mesmo nível da Globo, em termos de audiência, faturamento, prestígio e presença nacional. Não está por insuficiência de gestão”.

E, ao Uol, Marcílio Moraes comentou: “Acho que a minha atitude (na rede social) é um desabafo e, digamos, uma prestação de contas com uma porção de gente que gosta do meu trabalho. Essas pessoas sempre perguntam: o que você está fazendo? Por que não escreve mais? Eu quis explicar que não estou morto nem incapacitado, apesar da idade avançada. Continuo escrevendo, tenho projetos. Não é minha cabeça que está fora do ar, são apenas minhas séries e novelas. O tempo vai passando e o que eu quero é que não rezem por mim antes do tempo… ahahahahahahh”.

Marcílio em entrevista.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

2 comentários em “Autor comemora sucesso de Essas Mulheres e lamenta falta de oportunidade na Record

  • 18/02/2019 - 17:08 em 17:08
    Permalink

    o problema da record não é escrever novelas biblicas,acho até bom pois assim estamos livre de tanta pornografia e promiscuidade das concorrentes.O que me incomoda é a mentirada que misturam á palavra de Deus.Outro dia tive a oportunidade de conversar com um pastor renomado e ele concordou comigo.Estou falando sobre JESUS,que,em nenhum dos quatro evangelhos se encontra metade do que eles narram na novela ,a não ser os milagres que Jesus fazia.Principalmente a filharada que eles arrumaram para Maria.Jesus com um super corte de cabelo,quem fez curso de cabelereiro naquele tempo?È muita coisa errada que colocam na novela.Vamos ver o que vai acontecer até o final.

    Resposta
  • 18/02/2019 - 15:02 em 15:02
    Permalink

    Acho que esse excesso de novelas bíblicas acaba saturando o telespectador. Além de só fazer esse tipo de novela, a Record ainda fica repetindo as que passaram recentemente. É hora de mudar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *