Atrizes celebram reexibição de A Favorita: "Uma ótima novela"

Atrizes celebram reexibição de A Favorita: “Uma ótima novela”

Flora e Donatela. Foto – Globo.

A Novela A Favorita, que marcou época em 2008, está de volta! Mas apenas para quem assina o GloboPlay. Em entrevista ao Gshow para falar sobre a trama, as atrizes principais do folhetim relembram a novela, que fez muito sucesso na época.

Patrícia Pilar, Claudia Raia e Mariana Ximenes concordam em algo: “A Favorita é uma ótima novela e o público está cada vez mais ávido por algo que mexa com ele. A Favorita é uma grande provocação”. Ainda na conversa com o site, cada uma delas deu seu relato e relembraram cenas e momentos marcantes da novela de João Emanuel Carneiro.

Pilar cita: “O público se sentiu enganado com a virada da trama, os clichês usados mexeram com as pessoas. Quando saía às ruas, sentia algo divertido; eu sentia o público como parte do jogo. Não me bateram, não. Foi uma reação diferente, fruto da audácia, ousadia e modernidade. O jogo e a sua inversão foram o grande barato de A Favorita, uma espécie de passe de mágica”.

Veja também – Fina Estampa: Guaracy se revolta com René e abandona Griselda novamente

Já Mariana, que deu vida à estudante Lara Fontini, diz: “Eu estava no lugar do público e não podia ser contaminada pelos sentimentos da Lara. Mantive a imparcialidade até o final”, confessa a atriz, que era filha biológica de Flora, mas foi criada por Donatela.

Claudia Raia conta o momento que mais a marcou durante o folhetim: “Foi a cena em que Donatela descobre que Flora e Silveirinha são cúmplices. O cuspe não estava no roteiro, não foi marcado, entretanto, fomos tomados de tanta raiva, um ódio crescente, que o Ary (Fontoura) cuspiu na minha cara. O cuspe foi seguido de uma pausa genuína, ficou incrível, todos aplaudiram. E isso se deve à intimidade dos atores e à liberdade que tivemos de criar e arriscar”.

ATRÁS DAS CENAS EM A FAVORITA:

Mari revela um segredo de bastidor: “Eu tinha que trabalhar muito a raiva dentro de mim e antes de entrar em cena socava muito uma espuma que levava. Meu intento era entrar no set em outro diapasão. Esse era um momento de abrir as minhas gavetas internas, revelar sentimentos. João Emanuel Carneiro constrói personagens complexos e dicotômicos e a Lara vivia esse conflito com a Flora e a Donatela”.

Raia confessa que sua personagem na novela é uma das mais fortes de toda a carreira. “Sem dúvida, Donatela foi um dos grandes personagens da minha carreira. Fiquei apaixonada por ela e topei a ousadia do João Emanuel Carneiro. Há sempre lugar para a coragem, liberdade e ousadia. Só há renovação quando há coragem para ousar”, garante Claudia Raia.

Já Pilar salienta as escolhas nada óbvias para protagonizarem a novela: “É fácil pensar num ator semipronto para um personagem e o fato de terem acreditado em mim e na Claudia é muito gratificante. Flora e Donatela são personagens difíceis, viscerais; visitamos lugares profundos dentro de nós mesmas para construí-las. Flora me deu muitas possibilidades para o meu crescimento profissional e pessoal. E o João Emanuel Carneiro não fraquejou, acreditou nas personagens e foi até o fim”.

Claudia celebra o trabalho e a sintonia que teve com a intérprete da vilã Flora: “A Favorita foi o meu primeiro encontro com Patricia e demos match. Somos duas capricornianas trabalhadoras. Foi também o encontro com a Mari, minha filhota . Foi uma novela desgastante, porém, com bastidores muito alegres, leves, colegas muito queridos”, diz Claudia.

“Adorei contracenar com essas duas mães maravilhosas, que se tornaram amigas. Aliás, ganhei muitos amigos nessa novela”, acrescenta Mariana. “Não conseguíamos assistir aos capítulos, pois tínhamos muitas cenas para decorar. Agora é o momento de ver a novela e apreciar”, garante Ximenes ao Gshow.

Flora e Donatela. Foto – Globo.

Siga o Resumo das Novelas On nas redes sociais:

@resumodasnovelason

@resumodasnovelas.online

@resumonovelason

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *