Ator de A Favorita apanhou na rua e ficou em cadeira de rodas por causa de personagem da novela

(Foto: Reprodução)

Não são raros os casos de espectadores que acabam misturando ficção com realidade e perdem a razão ao agredirem atores que dão vida à personagens cruéis na ficção. Foi o caso de Jackson Antunes, que acabou apanhando na rua em virtude do seu papel em A Favorita (2008).

Na trama escrita por João Emanuel Carneiro, Leonardo é um mau-caráter da pior espécie, sendo um homem preconceituoso e agressivo, chegando a bater na mulher, Catarina (Lília Cabral), e até expulsar de casa a filha, Mariana (Clarice Falcão), após descobrir que ela estava grávida.

Na época de exibição do folhetim da Globo, que teve grande repercussão, as atitudes do personagem causavam enorme repulsa no público, e isso provocou um episódio lamentável envolvendo o ator, que enfrentou bastante dificuldade para concluir as gravações da trama.

Agressão na rua

Jackson Antunes relatou que estava em uma rua do Rio de Janeiro, quando se deparou com um homem, que ficou bastante agressivo ao ver o ator, e não se importou nem mesmo com o fato do veterano estar acompanhado do filho e com uma bengala, em virtude de uma lesão na perna.

Veja também: Flora perde tudo o que conquistou, volta a ser pobre e vira foragida da polícia

“Eu cheguei na banca com meu filho e vi que havia um homem. De repente, ele virou para mim e começou a falar mal da televisão. Quando ele me empurrou, eu me desequilibrei porque estava usando bengala por conta de uma lesão na perna esquerda, a mesma em que tive uma trombose há 13 anos”, relatou o ator em entrevista ao Jornal do Brasil na época.

“Só que, desequilibrado, precisei me apoiar na [perna] direita e acabei sofrendo um princípio de outra trombose”, completou o veterano, que com fortes dores na perna, precisou se dirigir até um hospital, onde ficou internado por três dias para se tratar.

Para concluir as gravações de A Favorita, o ator, inclusive, precisou ficar em uma cadeira de rodas e contar com o auxílio da esposa. “Boa parte da novela eu fiz na cadeira de rodas, minha esposa me acompanhava, aplicando remédio na minha barriga”, revelou Jackson, afirmando ainda que se sentia mal por fazer o personagem e chegava a pedir desculpas a Lília Cabral a cada cena de embate entre os dois.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.